quarta-feira, junho 05, 2019

Fazer aniversário sempre dá sorte



Amanhã é meu aniversário. Disseram que dá azar comemorar antes. Até o Papa disse isso!!!! Discordo. Também me disseram que sexta-feira 13 dá azar. Que gato preto dá azar. Para mim, são superstições. Uma vez aconteceu alguma coisa má em uma dessas circunstâncias e passaram a achar que então dava azar. E assim passou a ser. Tudo o que a gente acredita, assim é.

O músico Arrigo Barnabé (ou alguém usando o nome dele, vai saber) disse assim, há mais de 10 anos: "Tolice. Ancore-se no REAL, esquece essas besteiras... a vida é feita de fatalidades, ok!? tanto que tem gente que ganha na loteria justamente no dia do aniversário...  Mais comum ainda é o cara falecer no dia do seu aniversário tb. Ou seja, TUDO pode acontecer. Esquece essas besteiras, seja mais feliz."

Eu decidi que sexta-feira 13 é meu dia de sorte e batata! Toda sexta-feira 13 acontece alguma coisa boa na minha vida. Sempre, invariavelmente.

Hoje, fizeram uma festinha no coral, porque somos 3 aniversariantes de junho. A Márcia já fez aniversário e a Sonia faz hoje. O meu é só amanhã. E daí? Quem disse que não posso receber abraços, beijos e felicitações? As pessoas querem o bem umas das outras. E receber esse bem, essas energias positivas, sempre é bom, é gostoso, eleva a alma e o astral.

Portanto, quanto mais festa melhor! Amanhã tem mais festa e domingo também. Adoro festa, adoro fazer aniversário. “Ah, mas a gente fica mais velha...” E daí? Quem disse que ficar velha é ruim? Rugas, celulite e cabelos brancos já não me assustam mais há tempos.... Que venham os 61, 62, 63, 78, 89... estamos aí. Viver é bacana, eu gosto muito. Não sei bem como é o lado de lá, mas acho que deve ser bacana também. Então, tá tudo bem, tá tudo certo.

Tudo começou hoje com a caixa do supermercado me felicitando, pois estamos no mês do meu aniversário e eu sou cliente mais. Deve ser porque sou uma das que mais gasta dinheiro lá. Mesmo assim, eu gostei. Sei que é porque “apareceu no sistema”. Legal que tenha a data do meu aniversário no sistema. Queria também um vale-compras de 100 reais, mas ela só me deu parabéns mesmo. Tudo bem! Tá valendo.

Tô curtindo a vida e sigo aprendendo. Portanto, sigo jovem. No dia em que eu parar de aprender, poderei me considerar velha. Mas por enquanto, não. Me choco com algumas coisas e a minha filha me explica que é assim mesmo. Tento então acertar o passo e o pensamento. As coisas mudam, evoluem, embora a gente tenha a impressão, às vezes, que involuem (sei que a palavra não existe, mas peço uma licença poética para usá-la aqui). Mas acho que estamos errados, enxergando a vida com os nossos óculos velhos e embaçados.

É importante termos a mente e o coração abertos para o novo. É isso que nos mantém jovens e não a cirurgia plástica, a tintura nos cabelos e os tratamentos de beleza milagrosos. É importante não nos fecharmos no nosso mundinho e nas nossas ideias que já estão cheias de teias de aranhas e mofo.

Eu procuro sempre me desafiar e ficar atenta para não ser ranzinza e implicante. Isso não quer dizer que sempre consigo. Por isso usei o verbo “procuro”. Procurar nos mantém ativos e ligados no que acontece à nossa volta. Procurar nos mantém jovens. Mas que obsessão essa nossa de querermos permanecer nesse território tão estreito da juventude, né?

Outro dia nossa filha veio nos visitar e o porteiro anunciou, respeitoso, que a “Dona Biba” estava aqui! Ri muito. Até ela, do alto dos seus 26 anos, já está sendo chamada de Dona! Eu me lembro muito bem de quando começaram a me chamar de “senhora”. Eu tinha só 27 anos. Fiquei chocada. Agora, com 60, beirando o 61 por menos de uma hora, eu gosto que me cedam o lugar no transporte coletivo e aceito satisfeita a gentileza. Adoro pagar meia no cinema. Curto muito ser avó.
Por isso, podem me dar os parabéns todos os dias por estar viva e com saúde, que eu acho que eu mereço mesmo. Gracias a la vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!