sábado, fevereiro 02, 2019

O que é escrita curativa?


Ainda sob a forte emoção da vivência de hoje, aqui estou eu no meu querido diário virtual outra vez para agradecer ao Universo (Deus?) pela oportunidade que Ele me deu de compartilhar um bocadinho do que aprendi nesses meus 60 anos de vida com relação ao poder que as palavras têm e a como podemos usar esse poder a nosso favor.
As palavras estão presentes em nossa vida o tempo todo, mas a gente vive a maior parte do tempo no "piloto automático" e nos esquecemos de que as palavras podem curar. Olha só que imenso poder temos ao nosso dispor!
A escrita curativa nada mais é do que a oportunidade, por meio das palavras, de fazermos verdadeiras viagens no tempo e reconstruímos o nosso passado doloroso, e criamos o nosso futuro brilhante. Nós podemos tudo! Temos esse poder, mas às vezes nos esquecemos dele. As palavras nos ajudam a nos conectar a esse nosso poder.
O papel (ou o computador) podem nos ajudar a organizar ideias, pensamentos, sentimentos, a botar ordem na casa (o nosso interior).
Aprendi que, ao escrever, soltamos os nossos fantasmas e eles deixam de nos assombrar.
Ao escrever, nos ligamos uns aos outros, quando compartilhamos as nossas palavras, isso quando elas chegam carregadas de verdade, de alma, de coração. Elas rasgam o nosso peito e nos ajudam a decifrar o que tem lá dentro. Não estamos sós.
Palavras, sentimentos, emoções, doces, não tão doces, dolorosas. As palavras nos dão CORAGEM de lidar com as nossas emoções mais íntimas e mais escondidas.
A escrita curativa é esse mergulho. Um mergulho profundo.... mas quando a gente tá lá embaixo, vemos que não estamos sozinhas, sozinhos.... tem gente esticando a mão e nos puxando pra cima, pro alto, pro lugar onde estão os nossos desejos, aguardando para serem realizados.
Nós podemos tudo.
A união, o encontro, a conexão.... Cada pessoa traz uma palavra e a sua palavra é a sua verdade. Nada é por acaso. Uma palavra se liga à outra e à outra, e todas se interconectam dando novos sentidos a palavras por vezes esquecidas.... empoeiradas. Mas elas ganham novo brilho, nova vida, e se revestem de novos significados.
As palavras de hoje foram: gangorra, gincana, escola, sentir, aconchego, experiência, amor e renascimento (por ordem cronológica, da mais nova à mais velha).
"Na escola do sentir, experimentar o movimento da gangorra, que sobe e desce, preenche e esvazia, aconchega e desafia, gera o movimento do amor. "
Gratidão profunda ao dia de hoje, a quem foi lá, de tão longe, à contribuição de cada uma, com suas singularidades e intercessões. Gratidão, gratidão, gratidão........

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!