quinta-feira, outubro 30, 2003

Como escolher o homem ideal?


Para saber se um homem é ideal, compare-o também a um automóvel. Fazendo o check-list abaixo, você encontrará a resposta:


1) Verifique o interior. Não se iluda com o design.
2) Verifique o ano. Os muito novos ainda precisam ser amaciados. Os muito rodados, além de pegar os vícios das donas anteriores, costumam dar muito problema mecânico.
3) É estável? Ou balança quando se depara com qualquer curva?
4) Obedece ao comando com facilidade? É ágil ou demora a responder?
5) É muito importante verificar a alavanca de câmbio. Deve ser robusta e de agradável manipulação. Faça o teste: engata com facilidade ou costuma emperrar?
6) Fuja do que é movido a álcool.
7) Evite os muito barulhentos ou que emitam ruídos desagradáveis como roncos e escapamentos desregulados.
8) O motor mantém temperatura constante? Ou esquenta rapidinho, percorre pequena distância e morre logo em seguida?
9) Leve para um test-drive. Se o homem passou em todos esses testes e lhe
agrada, lembre-se:

ANTES DE COMPRÁ-LO, FAÇA UM CONTRATO DE LOCAÇÃO E USE-O POR UM OU DOIS
MESES. NESSE PERÍODO VOCÊ AINDA PODE TER SURPRESAS DESAGRADÁVEIS.

AÍ, É SÓ DEVOLVER.



quarta-feira, outubro 29, 2003

O propósito deste blog

Um belo dia resolvemos nos casar. Nos conhecemos em 75, fomos morar na Vila Brasília em 80. Nosso filho nasceu em 83. Nossa filha, só chegou em 92. No dia 21 de dezembro de 77, entrava eu de braço dado com o meu filho na igreja, de coque, vestido azul bem clarinho, buquet. Minha filha e minha afilhada foram as damas de honra. E tudo dura até hoje! Sirvo ou não para te dar alguns conselhos de amor? Espero que sim.

Prometo manter a privacidade de quem me escrever e prometo responder o mais rápido possível. Páro de fazer o que eu estiver fazendo na hora para responder. Ás vezes, quem está de fora, enxerga melhor a situação. Acredite.
Para inspirar, Rita Lee, a letra da música "Amor e Sexo", de que eu gostei muito(depois descobri que foi inspirada em uma crônica do Arnaldo Jabor.... enfim, ninguém é perfeito, não é mesmo?), do CD "Balacobaco":
"Amor é um livro - Sexo é esporte
Sexo é escolha - Amor é sorte
Amor é pensamento, teorema
Amor é novela - Sexo é cinema
Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa - Sexo é poesia
O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epilépticos

Amor é cristão - Sexo é pagão
Amor é latifúndio - Sexo é invasão
Amor é divino - Sexo é animal
Amor é Bossa Nova - Sexo é Carnaval

Amor é para sempre - Sexo também
Sexo é do bom - Amor é do bem
Amor sem sexo é amizade
Sexo sem amor é vontade
Amor é um - Sexo é dois
Sexo antes - Amor depois

Sexo vem dos outros e vai embora
Amor vem de nós e demora"

Tudo bem, quem está interessado na parte do sexo. Mas eu estou aqui para falar de amor, de preferência, do "amor romântico", daqueles que dão um bom filme "de chorar".

Mande um e-mail pra mim: sangerami@gmail.com.
Bote no assunto "consulta sentimental", pra que eu possa identificar a sua mensagem no meio do lixo eletrônico que costuma chegar por esse endereço, tá?

Até mais!