quarta-feira, agosto 30, 2006

Amor, love, l'amour...

Claro que eu vi A Casa do Lago, né??
(nesse link tem uma música que é o fundo ideal para ler o texto abaixo)
Independente (ou não) de toda a magia da tal caixa do correio, que por sinal é uma graça, com aquela bandeirinha vermelha que sobre e desce, magicamente, o filme leva a várias reflexões sobre a hora certa de o amor acontecer. O amor não acontece, em geral, quando a gente quer, por mais ardentemente que queiramos nos apaixonar, e nos sentirmos amados/das. A delicadeza do filme, a fragilidade dos vidros que cercam a casa, quase uma palafita pendurada sobre o lago, calmo, sossegado, tudo isso simboliza como deve ser a "espera" pelo parceiro/a ideal. Você acredita em destino? Se você é daqueles que acham que o destino é a gente que faz, você sabe que existem as escolhas (tb conhecidas como "livre-arbítrio"). O tempo todo estamos a fazer escolhas, desde as mais simples às mais complexas. Mas às vezes, é preciso apenas esperar. Esperar o momento certo, ficar atento aos sinais do coração (ele raramente se engana), e buscar a felicidade nos mais improváveis locais. Pode ser num sótão, numa caixa de correio, e até num jogo de xadrez com um animal "irracional"... O amor está ali, à espreita do momento exato para desbrochar e para fazer o nosso coração pular mais forte, de alegria, de emoção. É preciso que haja vários momentos mágicos, no amor. Porque o dia-a-dia, as contas pra pagar, os bebês chorando vão sempre compor o lado "duro" da realidade de qualquer casal. Mas se tiver existido esse momento de magia, de emoção, de troca, de confidência, de cumplicidade, então, o casal será a coisa mais importante do mundo, pra enfrentar a barra que for, pra seguir, juntos, por essa vida afora, buscando fazer o outro feliz, buscando encontrar a felicidade nisso, mais do que buscar a própria felicidade e a satisfação dos nossos caprichos femininos, às vezes tão bobinhos... Fazer o parceiro feliz é a chave da felicidade do casamento, na minha modesta opinião. Porque isso vira um círculo vicioso, em que um se esmera mais do que o outro, e as situações felizes vão se encadeando, uma mais feliz que a outra, ainda que sejam situações simples, sem grandes elocubrações mentais, mas ouvir uma música juntos, sentados na sala, conversar sobre o futuro dos filhos, fazer um brinde, cheio de vontade e de amor, no almoço de domingo, preparar uma comida gostosa para o pessoal da família, se trancar no quarto pra namorar, depois que todos já foram dormir, ou antes de todos acordarem. Não importa. O que importa é ser verdadeiro nos seus sentimentos e olhar bem dentro dos olhos do outro e se ver refletido ali. "Meu lugar no mundo é ao seu lado". Quando a gente compreende isso, não são mais necessárias as palavras, as declarações de amor. O mundo fica em silêncio, como aquele lago, tão lindo, tão plácido (esse adjetivo, possivelmete, foi criado apenas para os lagos).

E volta e meia, o Consulta Sentimental volta ao seu tema recorrente: o amor. Porque o amor é a coisa mais importante desse mundo e disso eu não tenho nem a mais leve dúvida. Preste atenção. Olhe à sua volta. Com certeza, alguém olhou sim de um jeito diferente pra você, assim como o Keanu Reeves olhou para a Sandra Bullock no dia da festa de aniversário dela e ela nem se deu conta, naquele momento, que ele era "o cara" ideal pra ela. Pense bem. Preste atenção. Pode não ser necessário esperar mais dois anos. Ou pode... Vai saber. Costumam dizer por aí que nada acontece por acaso...

terça-feira, agosto 29, 2006

Oito coisas

Eu já tinha visto em vááários blogs, mas achei que ia passar a moda sem chegar aqui no "Consulta"... I was wrong. A Sandra me convidou e eu não posso recusar nada que a Sandra me peça... Eu pensei que eram cinco coisas, mas ela disse que são oito. Então, vamos logo com isso.
Não acho que haja nenhuma revelação bombástica, que eu já não tenha feito aqui...
Mas chega de enrolação, que uma das coisas que tenho feito pra emagrecer é tentar ir pra cama mais cedo, antes de dar a tal da "fome da madrugada":

1) Adoro minha família.
2) Adoro minha casa (moro lá desde abril de 2005).
3) Adoro fazer mosaico (grande novidade!!) e consigo vender minhas obras (aceito encomendas).
4) Adoro ler (e escrever).
5) Adoro trabalhar na Seara Bendita aos sábados de manhã (cada vez mais).
6) Adoro ser jornalista (e não mais assessora de imprensa - acho que paguei meu "karma").
7) Não sei lidar com dinheiro e nem com números.
8) Eu queria gostar de chocolate e de cozinhar, mas ninguém é perfeito...

É isso, sei que tô meio telegráfica, mas fazer o quê??
Tenho que escolher oito pessoas, né?
Bom, OK: Fabi, Estela, Luciana, Nana, Alê (vê se escreve de novo, fofolete...), Carol, Lulux e a Fran. Critério: pessoas que eu conheço em "carne e osso".
Boa semana e até mais, que tô aqui ouvindo meu CD novo do Cirque Du Soleil (dia 10, é nóis!!).

sábado, agosto 26, 2006

Resumão

Da semana:
1) Minha madrinha Alayde, querida, doce, meiga, responsável por alguns dos melhores momentos da minha infância, um amor de criatura, que gostava tanto de mim e nunca se cansava de me contar aquelas histórias de antigamente, uma, duas, trinta vezes... se foi. Chegou a hora de ir. Eu fiquei triste, chorei, mas tenho certeza absoluta que ela está bem, cercada de amigos que gostam tanto dela quanto eu. Fica com Deus, madrinha, e manda um beijão pra Nossa Senhora, viu? Eu fico aqui, rezando pela sua alma, com todo o meu carinho.
2) Ao ir, ela aproximou de novo duas amigas de infância, a Denise e eu, ambas afilhadas da mesma madrinha. Imagina que ela freqüenta o mesmo centro espírita que eu. Coincidência!!
3) Muito trabalho, graças a Deus. Por esse motivo, não teve nenhum post. Possivelmente isso se repetirá na próxima semana.
4) Biba tem duas festas de aniversário hoje.
5) Tom foi com a Rafa a um churrasco, em um sítio.
6) Tosh dorme aqui do meu lado enquanto escrevo.
7) Estou reinaugurando um blog chamado Efeito Pimenta. Trata dos bastidores do jornalismo. Quem tiver interesse, chega lá.
8) Estou tendo altos problemas com a minha empregada doméstica. Por isso, me programei esta tarde para passar roupa... Programão, hein?? rsrsrs
9) Guilherme marcou operação no pé (artroscopia) para o dia 4 de outubro. E tá apavorado com isso.
9) Hoje, lá na Seara Bendita, onde trabalho muito feliz todos os sábados pela manhã, descobri que não sou só médium de sustentação, como eu pensava que fosse, até então.
Bom domingo!

sexta-feira, agosto 18, 2006

Glória

A minha querida amiga e colega de trabalho Fabi mantém um fotolog muito legal. De vez em quando ela muda o cor do fundo e atualiza sempre. Mas o mais legal, na minha opinião, são os textos. Um deles, em especial, eu adoro.
E acho que ela deveria escrever mais histórias para a Glória.
E volta e meia eu volto lá e fico "folheando" o fotolog dela pra achar de novo essa história.

Sexta, fim da tarde. Toca o telefone. É meu marido.

- Onde tá a Biba?
- Como assim? Tá na Cultura. Ela ligou pedindo p/ ir ao shopping mas eu não deixei.
- Ela não tá aqui. Isso é uma sacanagem, mimimi, mimimi....
- Então, tá. Vou ligar para a mãe da Bruna (porque a Bruna iria ao shopping também).
Ligo na casa da menina:
- pipipi - telefone fora de serviço temporariamente.
Ligo no celular da mãe:
- Favor ligar para meu outro celular...
Ligo.
- Oi, Cláudia, aqui é a mãe da Marjorie, etc, etc...
- Oi, é a Bruna...
- Oi, Bruna, então, vcs tinham combinado de ir ao shopping, mimimi, mimimi...
- Mas eu não tô na Cultura...
- Ah, tá, tudo bem. Obrigada.
Ligo pro Guilherme.
- Alô. (A Biba atende....)
- Onde cê tava?
- No banheiro...

Ai, ai. Mãe sofre, viu?

Agora, dá uma espiadinha no conto da Fabi e vê se eu não tinha mesmo que me identificar com a Glória.

"E quando Glória acordou já era tarde. Estava atrasada e ainda tinha que levar os filhos na escola, deixar o bilhete para a empregada com as devidas recomendações, preparar a merenda das crianças, esquentar o leite, colocar a mesa do café. Já eram quase 8 quando os olhos abriram involuntariamente de um sonho que a paralisara na profundidade de seu pensamentos de sono. O mundo desabava numa só pessoa. As pessoas faziam fila na porta de sua casa com listas enormes de problemas que queriam resolver, coisas que somente Glória poderia fazer. Com a multidão do lado de fora, ela se desesperara e dizia bem alto ao marido.
- Eles estão enganados. Eu não posso. Eu não sei resolver nada, não consigo. Eu nem os conheço.

O marido não falava absolutamente nada, apenas balançava a cabeça num aceno negativo. Abriu um pedaço da cortina e a rua em frente a seu jardim parecia cada vez mais cheia. Ela tinha medo e não tinha coragem de abrir nem uma fresta da janela pois não conseguia imaginar a reação das pessoas que esperavam ao saberem que a glória estava apenas no seu nome. Respirou fundo. Quebraram-lhe o vidro da janela com uma pedra. Isso já era demais. Num impulso contínuo foi até a porta e abriu-a com agressividade.

- O que é vocês querem?
- Queremos que você resolva, respondeu uma senhora com os cabelos brancos e um coque.
- Quem é o primeiro da fila? - disse ela, de forma firme e irritada.
- Sou eu, respondeu a mesma senhora. Tenho forte dor nas costas e nas pernas. Não sei o que fazer.
- Aqui está, procure o Doutor Macedo neste endereço.
- Ah, obrigada. Não sabia que isso existia.
- Próximo! - interrompeu-a
- Me sinto gorda
- Vá caminhar. Tem um parque bonito a três quarteirões daqui.
- Preciso de dinheiro.
- Aqui estão os classificados. Qual é sua formação? Procure uma vaga de emprego.

Uma a uma as pessoas foram partindo e ela conseguiu indicar o caminho da resolução para quase todos. Para alguns porém, ela dizia:

- Desculpe, não tenho a solução para isso.

E então ela acordou sedenta e tinha ainda muito o que resolver. Pensou que não podia, mas levantou-se vestiu-se com um vestido florido azul piscina e acordou as crianças".

Brilhante, Fabi.
Por favor, continue a escrever mais histórias com a Glória que vou ali comprar meu vestido florido azul piscina e já volto.

BOM FIM DE SEMANA!!!!!

Ser "gauche" na vida...

Perguntas de coloração política:

1) Como se pode levar a sério um candidato com o nome de Jonas Camisa Nova?
2) Quantos votos o candidato com nome de acidente geográfico ganhou (e quantos perdeu) ao ter se ajoelhado, constrangido, naquele templo evangélico?
3) Quanto um governo (ou um político) pode influenciar de fato na vida de uma pessoa trabalhadora da classe média neste País?

Resposta da terceira questão: Na minha vida, os políticos tiveram alguma influência apenas em duas ocasiões. Na primeira vez em que passei pelo túnel construído pelo Maluf – argh!! – por baixo do parque Ibirapuera, trajeto que me fez economizar pelo menos meia hora. E a outra oportunidade foi quando, durante o governo Sarney (devido ao Plano Cruzado), eu ia pagar o financiamento do carro e as prestações caiam a cada mês. Ainda assim, não me tornei malufista ou “sarneyzista”, porque me considero uma pessoa de esquerda. E enxergo isso da seguinte forma: ao votar, eu gostaria que os políticos tivessem a capacidade, o bom senso e o “poder” de melhorar a vida da maioria dos brasileiros (não a minha, em particular).

Sei que a minha posição pode ser míope e é bem particular, mas é assim que eu penso. Mas, na verdade, não acredito na política para melhorar a vida de ninguém.

Por isso, nunca falei em política antes, por aqui. Mesmo porque não tem nada a ver com o tema que eu escolhi, né?

Mas como hoje é sexta-feira...

quarta-feira, agosto 16, 2006

O quarto do Tom

Que tal??















Aqui dá pra ver o mosaico em forma de OM que eu fiz pra ele (azul, atrás da porta de vidro).















O quarto do Tom tem uma parte do teto inclinada. E ele queria pintar aquela faixa de laranja. Porém, suas misturas de tinta resultaram em um salmão meio indefinido e ele preferiu radicalizar: pintou de vermelho. Eu adorei ver o meu filho envolvido com a "faxina", pintura e arrumação do seu quarto!! Tudo influência da querida Rafa. E com a indispensável ajuda da Biba. Ficou lindo, não?? A próxima parede a ser devidamente pintada será a do quarto da Biba, que até ganhou enquete aqui (quem lembra?).

terça-feira, agosto 15, 2006

+ Mosaicos

Novos mosaicos. Vc viu as várias fotos que estão logo aqui embaixo?? Isso aqui virou uma vitrine de mosaicos (alguns ainda inacabados).














Conjunto de bandeja e porta-guardanapo














Plaquinha para Rafa














Caixa com árvores para o Guilherme (Dia dos Pais)


Gostou??

sexta-feira, agosto 11, 2006

A Cigarra e a Formiga


Ando em uma fase muito introspectiva e descobri algumas coisas sobre as minhas escolhas, que fiz na vida. Não me arrependo de nada, mas às vezes fico preocupada com as dívidas e tal.... Sabe a fábula da Cigarra e da Formiga? Então...
- Prazer, Cigarra!
E eu acho que a Formiga foi muito cruel e egoísta. Ela deveria ter acolhido a Cigarra, que a ajudou a trabalhar mais feliz durante o verão com a sua cantoria... Mas a história original é assim:

La cigale et la fourmi(La Fontaine)
La cigale, ayant chanté
Tout l’été,
Se trouva fort dépourvue
Quand la bise fut venue:
Pas un seul petit morceau
De mouche ou de vermisseau.
Elle alla crier famine
Chez la Fourmi sa voisine,
La priant de lui prêter
Quelque grain pour subsister
Jusqu’à la saison nouvelle.
«Je vous paierai, lui dit-elle,
Avant l’oût, foi d’animal,
Intérêt et principal.»
La fourmi n’est pas prêteuse:
C’est là son moindre défaut.
«Que faisiez-vous au temps chaud?
Dit-elle à cette emprunteuse.
- Nuit et jour à tout venant
Je chantais, ne vous déplaise.
- Vous chantiez? j’en suis fort aise:
Eh bien! dansez maintenant.»

A cigarra e a formiga
(Bocage)
Tendo a cigarra em cantigas
Folgado todo o Verão
Achou-se em penúria extrema
Na tormentosa estação.
Não lhe restando migalha
Que trincasse, a tagarela
Foi valer-se da formiga,
Que morava perto dela.
Rogou-lhe que lhe emprestasse,
Pois tinha riqueza e brilho,
Algum grão com que manter-se
Té voltar o aceso Estio.
«Amiga, diz a cigarra,
Prometo, à fé d’animal,
Pagar-vos antes d’Agosto
Os juros e o principal.»
A formiga nunca empresta,
Nunca dá, por isso junta.
«No Verão em que lidavas?»
À pedinte ela pergunta.
Responde a outra: «Eu cantava
Noite e dia, a toda a hora.»
«Oh! bravo!», torna a formiga.
- Cantavas? Pois dança agora!»

quinta-feira, agosto 10, 2006

Mosaico, parte 2



Acho que agora a foto finalmente entrou! O peixinho é um painel que está na estante, lá na Argentina! A resolução não tá muito legal, mas dá pra ter uma idéia. Ele também serve de apoio pra travessas quentes. Dá uma olhadinha no segundo post aqui embaixo, pra ver meus outros mosaicos.

Idéias de coisas que faço por encomenda: porta-documentos, porta-retratos, porta-guardanapos, cachepôs, caixinha pra bijuteria, as mandalas (que são sousplats), bandejas e tudo o mais. Preços: a partir de 10 reais (o porta-guardanapo) sangerami@gmail.com.

quarta-feira, agosto 09, 2006

Foto no estilo Sartorialista


O Milton indicou e eu adorei esse blog aqui. Daí pedi pro Tom fazer uma foto minha hoje de manhã, porque achei que eu tava muito fashion!
A sombra da árvore deu um certo toque artístico à foto....
(e a foto do peixinho não tem jeito... não consigo postar...)

Mosaico na veia















Well, como acabou a novela e como só temos mais dois episódios de Lost, voltei para o mosaico, a todo vapor. Resolvi botar todas as fotos aqui outra vez, porque PRECISO DE NOVAS ENCOMENDAS!! (envio para todo o Brasil e o mundo). Há peças minhas na Argentina, na Alemanha e na Colômbia. Comecei a fazer mosaico em 2004 (aprendi com a Augusta, minha querida professora) e nunca mais parei. Tenho poucas fotos, mas dá pra ter uma idéia.

O porta-chaves e o sousplat amarelo e verde foram os dois objetos que fiz como aluna. Daí a tem a foto do meu ateliê, do porta-retraro que fiz p/ a Roberta e da caixa de chá que fiz p/ a Rô. Tem a placa com o número da minha casa e a bandeja que fiz para o ex-escritório. Na estante, tem um peixinho que eu fiz (isso é na Argentina, numa cidade chamada Pergamino, perto de Buenos Aires). A Marjorie recortou o peixinho pra mim, mas não consegui postar. Vou tentar depois.

terça-feira, agosto 08, 2006

O Teste do Banco

Você se considera uma pessoa calma, tranqüila, tem gente que até acha que você é assim um indivíduo zen? OK. Então vamos ver se você passa no Teste do Banco.

Primeiro teste: você tem que entrar no banco. Claro. Mas para isso, você tem que passar por aquela porta "automática" – aquela que o guardinha olha p/ a sua cara e acha que você faz parte de uma perigosa quadrilha de roubo a bancos, internacional, e que você representa uma ameaça em potencial. Aí, pimba! A porta trava com você ali dentro daquele cubículo. E você tem que sair, entrar de novo e começa a operação "limpa-bolsa". Não adianta você querer passar a bolsa inteira pelo buraquinho, pois os guardinhas não deixam. Vai que a "arma" passa pra dentro do banco, assim... Sem mais nem menos... Não, nada disso. Você tem que ir tirando os objetos um a um. O absorvente, o celular, a chave, o zíper da calça... E toca a fila a crescer atrás de você e todo mundo achando que sim, você deve ser aquela ladra altamente perigosa. Procurada pelo FBI. Mas não. Eles não conseguem encontrar a arma e resolvem deixar você entrar. Ainda assim você conserva seu semblante sereno e seu sorriso no rosto? Boa! Você passou no primeiro teste.

Segundo teste: eles erram seu nome no Internet banking. Mas como? Eles não estão com as cópias de TODOS os seus documentos? Sim. Estão. Mas eles erraram assim mesmo. Lembra? Você é uma pessoa calma e tranqüila. Então você educadamente pede que corrijam o erro. Ótimo! Eles corrigem. Mas por um excesso de zelo, cancelam seu cartão eletrônico. E solicitam outro! Olha que eficientes, não? Não. Em vez de mandar entregar o cartão na sua casa (eles têm o seu endereço, claro...) eles mandam o cartão novo para a sua agência. Sensacional. Daí você liga para a agência para se assegurar que o cartão esteja lá, depois que você andar aqueles quatro quarteirões debaixo do sol do meio dia, para retirá-lo.
- Sim, o cartão está aqui, dona Silvia, pode vir retirá-lo.
- Ótimo.

Terceiro teste: ir ao banco retirar seu cartão eletrônico, trocado desnecessariamente. Obviamente você não leva a bolsa. Lembra do primeiro teste? Obviamente, que sem o RG você não pode retirar o cartão. Mas eles não têm a sua assinatura lá no sistema deles? Sim, mas o seu RG vale mais do que a sua presença física e você tem que se conformar com isso. Daí alguém fica com pena de você e decide ajudar. Você descobre então que pode retirar um tal cartão de segurança, para fazer o doc para outro banco, mais tarde pela Internet. Sensacional. Um extenso formulário é preenchido. Aí você tem que pedir o cartão de segurança para outra pessoa. Normal. Essa pessoa então diz que precisa do seu cartão para registrar a senha!! ARGHHH!! Você quer morrer de catapora? Eu quero... Então essa nova pessoa, que se chama Marlene, decide ajudar também. E informa que você pode passar um fax, quando o seu dinheiro finalmente cair na sua conta. O dinheiro cai na sua conta e você passa o fax. Mas precisa fazer umas três ligações e ouvir aquelas musiquinhas suaves (você é uma pessoa calma, lembra??) antes de ter certeza que a operação será feita. Finalmente, a Marlene garante que você terá recebido o seu dinheiro na sua conta, no dia seguinte. E ela ainda guardou o cartão de segurança p/ você poder fazer suas próximas transações pela Internet. Fácil e prático, né?? Se você passou pelos três testes e ainda assim ficou com a mesma cara animada com que você chegou para trabalhar nessa segunda-feira cheia de sol, então você pode se considerar uma pessoa paciente, zen, eu diria. Infelizmente, no meu caso, eu ainda não cheguei nesse nível de perfeição espiritual...

Mas muita calma nessa hora... a semana tá só começando...

segunda-feira, agosto 07, 2006

Contradição

Eu sou um pouco avessa à cozinha, mas adoro esse TV Show aqui. Sábado à noite vimos uma receita muito legal (21hs no GNT). Trocamos a carne de carneiro por carne normal e a Rafa e o Guilherme fizeram uma comida fantástica ontem no almoço. Procurei a receita, mas não achei. Vai carne, temperada com cominho e coentro (amassados em um pilão, com sal), gengibre, batata doce, damasco, tomate (daquele inteiro, que vem enlatado), coentro fresco (trocamos por salsinha, que eu não gosto muito de coentro não...) e a tal da pimenta chilli, que ele coloca em tudo. Põe tudo na panela de pressão. Queimou "um pouco" o fundo, mas ficou tão bommmm!!!
No programa, ele falou que a comida era pra filhinha dele também, a Poppy. Ela é tão fofa, que eu até sonhei com ela, acredita?? Olha a foto dela aqui.
Boa semana!!

quinta-feira, agosto 03, 2006

Parabéns!

Para as conquistas da Estela: o diploma de espanhol (oficial) e do MBA da USP, em que ela tirou nota 10 na dissertação. É chique ou não é?? Ueba!!

quarta-feira, agosto 02, 2006

10 frases que o homem idiota gosta de usar

E 10 RESPOSTAS PARA VOCÊ SE LIVRAR DELE
By Laura Chanel

Pérola número 1.- Você está gorda, prefiro as mais magras.
Resposta pérola número 1- Então pegue um palito pra chupar, meu amor.

Pérola número 2.- Você é desinformada, só diz besteiras.
Resposta pérola número 2- Você tem razão, meu amor. Preciso me informar mais sobre o processo de divórcio.

Pérola número 3.-Você é grudenta e me aborrece.
Resposta pérola número 3.- Podemos falar disso amanhã, meu amor? É que agora eu preciso dar uma saidinha. Não me espere pra dormir viu, lindão?

Pérola número 4.- Não gosto dos seus amigos e familiares
Resposta pérola número 4.- Que implicância tola, Francelino Aurélio. Meu pai já até decorou seu nome.

Pérola número 5.- Não use isso, não saia assim, "se cubra".
Resposta pérola número 5.- Mas querido, eu não vou sair agora. Eu acabei de chegar.

Pérola número 6.- Você não é nada sem mim, não serve para nada.
Resposta pérola número 6.- Querido, pense bem. Sem você eu sou solteira. Poderia eu ser coisa melhor? Melhor que isso só ficando viúva.

Pérola número 7.- Que gata está essa garota, que corpo ela tem, que bonitas estão suas amigas.
Resposta pérola número 7.- Ai amor, quanta gentileza. Quer que eu fale pra elas que você existe?

Pérola número 8.- Ou os ex-namorados ou eu.
Resposta pérola número 8.- Obrigada, meu amor. Você acaba de me dar uma boa idéia. Você se tornando ex posso ficar todos.

Pérola número 9.Você teve um acidente de carro e ele só perguntou sobre o veículo?- Como é que tá o carro?
Resposta pérola número 9.- Amassado, meu amor. Desgraçadamente amassado. Acho que você vai ter que me dar outro.

Pérola número 10.- Minha mãe cozinha e cuida da casa melhor do que você.
Resposta pérola número 10.- Que bom, meu amor. Assim você não vai enjoar de comer lá todos os dias a partir de hoje.

Viu como é fácil se defender? Por isso, defenda-se e depois vá dar uma voltinha, tomar um ar, um táxi e dê para o infeliz umas duas horas para ele fazer as malas enquanto você vê a vida solteira, linda e livre.

--------------

Não que eu concorde com tudo, mas que é engraçado, isso é.
(contribuição da Daniela)

terça-feira, agosto 01, 2006

Sobre dias nublados


Esta semana o tempo em São Paulo está fechado. Frio, nuvens carregadas, pessoas com seus casacos e cachecóis pelas ruas, sopinhas fumegantes nos fogões, gente se abraçando mais para se aquecer, pessoas enfiadas debaixo de cobertores quentinhos tomando aquela xícara de chá... Você procura (e acha) aquela receita maravilhosa de fondue, e pode até comer mais do que "deveria" porque afinal de contas suas gordurinhas extras estarão escondidas debaixo de elegantes casacos de lã ou de couro... Não entendo como as pessoas podem não gostar do frio e do inverno...
Pra mim, não tem nada melhor.
No verão, fica todo mundo suado, fedido, grudento, por mais que você acabe de tomar banho, já está suando de novo... Tem que ir pro trabalho, ficar lá o dia inteiro com aquele céu azul e aquele sol "bombando" lá fora... Não. Não tem a menor dúvida. Eu definitivamente adoro os dias chuvosos. Ninguém tem a péssima ídéia de ligar o ar condicionado, você não liga se tem que fechar um texto e ficar no escritório até mais tarde... Fora que é um clichê ficar todo mundo lamentando que tá frio, dizer que odeia dias chuvosos... Vamos ser diferentes e mais criativos. Vamos aproveitar o que São Pedro nos reserva.
Ver Lost ontem à noite debaixo do edredon e comendo pipoca, com a família toda encolhida ali na sala, foi uma delícia! O que deu no Michael?? Eu, hein? Agora toca esperar mais uma semana pelos novos acontecimentos...
Boa terça chuvosa!!