quarta-feira, dezembro 14, 2011

5 lições que aprendi com o grupo "Vigilantes do Peso"


Estou na décima semana (menos 1,2kg nesta semana, 5,6kg no total)). E aprendi tanta coisa que simplesmente PRECISO dividir em algum lugar, então será por aqui mesmo.

1) Aprendi a diferenciar sede de fome - às vezes, a gente tem sede e pensa que é fome. Agora, tomo seis copos de água por dia. Resultado: tudo no meu organismo funciona melhor. Sinto que meu lado interior toma um "banho" por dia, assim como meu lado exterior.
2) Aprendi o que é comer bem. Não é comer muito e nem comer coisas elaboradas. E sim comer pelo menos 3 porções de legumes e 2 de frutas por dia. Eu não fazia isso, devo confessar publicamente.
3) Aprendi que é possível (e é uma delícia!!!) fazer as pazes com a balança!!!! Subir na balança uma vez por semana sem medo (claro que ainda tenho medo, mas melhorou muito) e ver que o ponteiro está em um processo lento, gradual e irreversível de queda não tem preço.
4) Aprendi a carregar um lanche na bolsa todos os dias de manhã, antes de sair de casa: geralmente um iogurte Densia (1 ponto) e uma fruta. No meu trabalho às terças e quintas tem pipoca, também 1 ponto, o que ajuda a não chegar ao jantar querendo comer de um tudo que aparece pela frente.
5) Aprendi a comer o que tem pouca pontuação (ou nada de pontuação, como um pêssego ou um kiwi) e quando bate a vontade incontrolável de comer doce, apelo ao picolé de fruta (1 ponto).

Por enquanto é isso!

Entrar para o "Vigilantes" foi uma das melhores coisas que eu fiz pra mim mesma em 2011 e agradeço ao incentivo das amigas que me estimularam a fazer uma coisa boa por mim mesma, pra variar.

quarta-feira, novembro 30, 2011

Link novo


Minha querida amiga Marília morou durante 4 anos em Buenos Aires. E contou suas aventuras em um blog que ainda não consegui ler inteiro. Mas fica o registro do link, para voltar sempre que possível.

sexta-feira, novembro 25, 2011

Três dicas


Minha querida amiga Rayana me deu um toque: "precisamos atualizar nossos blogs", então lá vai...

Três dicas para esquentar o casamento:

1) Elogie mais o seu marido. Se ele decidiu dar uma de chef de cozinha, por exemplo, elogie o prato (ainda que não esteja perfeito).
2) Compre lingeries novas.
3) Crie um tempinho só pra vocês dois. De preferência, em casa. Coloque as crianças na cama mais cedo ou mande dormir no amiguinho ou na avó. Crie um clima romântico, desligue a TV da tomada (não escolha o dia do jogo do time dele, é claro...), coloque a música de vocês, acenda velas, se arrume como se fosse para sair, capriche na produção, na lingerie (use as novas) e no make up. Faça uma linda bandeja com queijos, frutas, flores e vinho. Se decidir fazer surpresa, tome cuidado porque seu marido pode se atrasar por algum motivo e vc pode se frustrar... O melhor é pedir para marcar na agenda dele uma comemoração especial, mas não precisa ser uma data em especial, o mais legal é que seja em uma data qualquer. Se vcs gostarem, repitam pelo menos uma vez por semana ou por mês.

terça-feira, setembro 20, 2011

Luana

Você (assim como todos os que desejam uma consulta sentimental) pode escrever para mim pelo e-mail sangerami@gmail.com.
abraços

domingo, setembro 11, 2011

Ainda o biscoito fino...

Continuo encantada com o livro da Paula Corrêa, e volto ao assunto para dizer que:
1) Tem um vídeo sobre o livro!! Liiindo, tão fino e sutil quanto: http://vimeo.com/27534863
2) Reli alguns trechos do livro na manhã de hoje e percebi mais uma qualidade que eu amo nele: tem, sim, final feliz! #amooooo!!!

Meu blog virou de novo um diário virtual. Alguém se lembra dos primeiros blogs, aqueles dos tempos da Internet 1.0, em que nem os comentários eram possíveis?
Eu me lembro muito bem daqueles idos tempos... A gente apenas falava, falava, falava, sem se preocupar se alguém lia ou não. Nem fotos ou imagens e muito menos vídeos eram possíveis, Eu também me lembro do tempo em que os diários eram cadernos fechados com cadeadinhos (facilmente arrombáveis, OK). Tudo o que eu escrevia ali era altamente secreto. Eram meus segredos mais bem guardados. Minhas dúvidas, as “paqueras”... (ainda existe essa palavra, meu Deus??)
Bom, passou o tempo, veio a Internet, os primeiros blogs, a interatividade, o Facebook (que, na minha modesta opinião está matando os blogs, coitados, mas essa é outra história).
O fato é que meu blog voltou a ser meu diário virtual. Sinto que posso escrever aqui o que eu quiser e isso me dá uma sensação de liberdade incrível. Escrevo aos 4 ventos, mas pouca gente lê. A Rayana, a Nana (que nem no mesmo estado de São Paulo moram). Então, me sinto protegida aqui na blogsfera.
Isso tudo pra entrar no âmago da questão que me assola ultimamente. Quem precisa de consulta sentimental, hoje, sou eu.
Você, leitor improvável, poderá supor que uma pessoa com 53 anos (no caso, eu), já tenha poucas dúvidas na vida. Seja assim um poço de certezas. Ledo engano!
Uma das minhas dúvidas atuais diz respeito à amizade entre homens e mulheres. Minhas amigas não-comprometidas me garantem que sim, que elas existem. Desinteressadas. Mas eu, mulher comprometida há tempos imemoriais, não acho que seja possível um homem comprometido ou uma mulher comprometida manterem uma amizade exclusiva, só sua, com outro homem ou com outra mulher, sem que se abalem as estruturas. Não sei existe essa zona de conforto em que você possa ter amizades exclusivas só suas, ou não.
Digo e repito que não acredito em amizade entre um homem e uma mulher. Simples assim. Da mesma forma que não acredito em Papai Noel e nem em coelhinho da Páscoa.
Pode existir uma amizade com uma pessoa de quem você gosta e com quem você troca assuntos exclusivos, ainda que não sejam relacionados a sexo? Tenho minhas dúvidas e por isso jogo a questão aos 4 ventos. Não acredito que alguém se comoverá com essa questão, tão banal, afinal de contas. Mas que tem me perseguido implacavelmente. 
Por isso, o alívio ao despejar aqui o caminhão de melancia... rsrsrs 

terça-feira, agosto 30, 2011

A resposta



Agradeço a participação da minha amiga Pri e da Ana (anônimo). 


Veja o que respondi para a minha consulente: 


Uma relação de amor em que você se humilha, se anula e faz tudo para agradar o outro não tem futuro. 
Desse jeito, como você quer que eu te aconselhe a ficar com ele?? Você, pelo que conta, não o traiu e ainda assim ele diz que perdeu a confiança em você. 
Nesse caso, acho que o problema é dele. Você me parece uma menina bacana, aposto que não ficaria sozinha por muito tempo. A minha avó dizia que é melhor cortar o mal pela raiz... Não sei se você já ouviu esse ditado. Então, querida, acho que um ano e meio que vocês estão juntos é um tempo razoável, mas não é uma vida inteira. Sei que não vai ser imediatamente que a ferida vai cicatrizar. Mas acho que você precisa sim tomar uma atitude de mulher adulta, que você já é.
Tenho certeza de que a sua atitude vai servir como um alerta para ele. E aí você que vai pensar se vai dar a ele uma segunda chance ou não, dependendo da atitude dele.
Você precisa aumentar sua auto-estima, quem sabe uma roupa nova, um novo corte de cabelo?
Sinceramente... você não deve se anular, em função de um moço que não está nem aí para você.  
Agora é a sua vez de ter coragem de dar um fora nele.
E aí você vê o que acontece.
Pense que se for para vocês ficarem juntos, tem que ser de um jeito diferente, que seja bacana para os dois. Senão, melhor procurar outro rapaz.
#prontofalei!
Espero que você reflita sobre as minhas palavras e tome a melhor decisão para você.
Obrigada e boa sorte!!!!

E ela respondeu: 
Muito obrigada pela resposta. Minha amiga me diz o que você diz, mas eu não enxergo, sabe? Mas eu vou sim procurar tomar uma atitude. Eu já estou mudando a partir de sua resposta e vamos ver o que dá. Eu te conto.
E realmente nada é pra sempre mesmo....Mas a gente aprende. Tem sempre uma primeira vez.
Amei muito o que você escreveu. Às vezes, a gente precisa disso mesmo pra poder enxergar, era só o que faltava mesmo!!!
Deus ilumine você e seu trabalho sempre. Vou ler o seu blog, é muito interessante! É bom dividir experiências, pois a gente nunca tá sozinho, sempre tem alguém pior, né?.
Obrigadaaaa mesmo!
Grande beijo



Que sejam todos felizes para sempre!

domingo, agosto 28, 2011

Consulta sentimental


Acho que o meu post mais lido de todos os tempos é aquele em que eu dou minhas dicas sobre como se recupera a confiança de alguém. 
Dessa vez, a mocinha que se abriu comigo, por e-mail, não traiu o namorado, não. Mas ele a trata como se ela tivesse traído. Olha só o que ela me contou:


Conheci um menino dois anos mais novo do que eu, e a gente namora há 1 ano e 4 meses. Eu sou a primeira namorada dele. Nesse tempo todo, terminei com ele uma vez, por ele ser uma pessoa muito fria, mas acabei voltando, porque gosto dele como nunca gostei de ninguém. E olha que tive vários relacionamentos, antes. Me tornei uma pessoa "dependente" dele como nunca fui. Ele acabou terminando comigo há uns 3 meses porque diz que eu o trai e que ele não confia mais em mim. Por isso terminou, mas ainda estamos juntos nos vendo sempre, saindo juntos como namorados... normal, mas não namorando, para ele.
Acontece que eu não o trai e não sei mais o que fazer para reconquistar a confiança dele. Ele voltou a ser mais frio ainda, grosso, fala palavras ásperas e duras, me magoa, me faz chorar, fala coisas que ninguém merece ouvir. Eu nunca o deixei de lado, sempre estive junto dele para tudo, ele não tem carteira de motorista e eu o levo para todos os lados, faço tudo o que ele quer, cuido dele, me preocupo com ele, faço tudo por ele, como se fosse a "esposa" dele e mesmo assim ele insiste em me magoar e diz que só volta comigo quando achar que confia em mim, mas ele diz que isso pode não acontecer. Não sei o que pensar, mas eu nunca dei um motivo sequer para ele pensar dessa forma, sem contar que a insegurança dele é demais.
Já pensei em cair fora, mas ele sempre vem com o "vai, você que sabe", como se não tivesse realmente nem aí pelo que eu sinto e como se fosse fácil jogar um sentimento fora.
É difícil, sabe, pois às vezes acho que isso já se tornou um tipo de "tortura prazerosa" para ele, vendo eu me humilhar e sofrer, correr atrás.


No próximo post, escrevo qual foi a minha resposta. Mas o que você acha que ela deve fazer? 

terça-feira, agosto 09, 2011

O biscoito fino

O biscoito fino, ainda que chegasse às massas, talvez não pudesse ser saboreado em todas as suas nuances. Afinal, não é fácil apreciar o biscoito fino. É nisso que penso ao concluir a perturbadora e indispensável leitura de "As calotas não me protegem do sol", livro de Paula Corrêa, ilustrado por Amanda Justiniano e dedicado a Calu (sua mãe?).
Dá uma vontade tão grande de compartilhar com todo mundo o prazer e o encanto que a leitura me proporcionou! Mas será que todos compreenderiam? Será que se o livro dela fosse um post no Facebook seria curtido por milhares (milhões?) de pessoas, como mereceria?
Provavelmente não.
As massas talvez não estejam ainda preparadas para o biscoito fino. Para digeri-lo, é preciso ter um tantinho de bagagem de vida e de ferramentas para decifrar sua combinação sutil de palavras. É preciso ter um olho um tanto quanto sensível para entendê-la quando ela diz que se comunica mais pelo pensamento do que pelo sentimento (algo assim).
Ou até mesmo para entender quem são os personagens nessa trama funda de dor e de perda. E de como lidar com essa dor. Depois dela e da mãe, vem a inocência e a cumplicidade do cachorro Astor. Depois, tem a irmã, a sobrinha Sofia. E só. A casa. A paisagem interior...
Ela passeia com desenvoltura por entre os espaços que sobram entre as palavras, cuidadosamente escolhidas e usadas com precisão cirúrgica. Ao abolir a pontuação tradicional, deixa o leitor sem fôlego e trôpego para acompanhar seus volteios linguísticos.
Ela se revela e se esconde. Nos adjetivos "triste" e "confortável", repetidos aqui e ali. Concluímos que ela se sente confortável na tristeza. E é assim, nesse exercício catártico e solitário que o livro se entrega ao leitor. Isso sem falar na beleza das ilustrações que pontuam as sentenças com traço forte e decidido.
Trata-se de um biscoito ultrafino que exemplifica uma vida e uma ausência.
A leitura flui por entre os claros e escuros da sua alma, ora perturbada, ora completamente entregue à dor, ora espreitando pela fresta da janela, para encontrar de novo uma luz, uma esperança que seja.
A vida é assim mesmo, Paulinha.
E é aí que reside a grandiosidade e a universalidade dessa sua obra de arte verdadeira.
Dizer só "gostei" jamais seria suficiente.
Parabéns, Paula. Continue assim!
Sua mãe deve estar orgulhosa da filha que tem. Ainda que você não creia nisso agora. Talvez no futuro, você venha a compreender os comos e os porquês. Por hoje, foi lindo ver como você foi capaz de produzir a alquimia de transformar a dor em literatura da melhor qualidade.
Beijos comovidos da sua mais nova fã.

segunda-feira, julho 18, 2011

Ah, l'amour!

O amor é o tema principal desse blog, como todos já sabem.

Algumas pessoas me mandam emails, e eu sempre respondo, mas algumas delas são tímidas (por isso o post anterior) e não desejam compartilhar suas histórias e eu respeito, embora acredite que um pode muito bem aprender com a experiência do outro. mas, vá lá.

O caso é que fiz um post uma vez, sobre a recuperação da confiança que até hoje atrai leitores aqui pro meu lindo blog.

Eu mencionei um filme e acabei não dando a ficha técnica. Muita gente me pede. O filme se chama The Last Kiss e tem mais informações sobre ele aqui

Mas esse assunto - a traição - é um dos mais recorrentes e mais inesgotáveis da literatura do amor. Tem um monte de frases para justificar o "pulo da cerca" - a carne é fraca, a ocasião faz o ladrão e por aí vai....

Acontece que estou lendo um livro muito bacana, que já me arrancou lágrimas, inclusive, em profusão, chamado "Transição Planetária", do Divaldo Franco. E olha que estou na metade, ainda, para tentar absorver todas as informações que ele nos dá, do lado de lá da vida.

Uma das (muitas) coisas que me chamou a atenção foi quando ele nos conta que a mídia tem sido influenciada negativamente para abordar a traição como se fosse uma coisa banal, quando, na verdade, ela é fruto de muita dor e de muito sofrimento.

Se você está com uma pessoa e sente atração por outra, o que você deve fazer? :
Minha dica: pedir para "não cair em tentação". Mesmo porque a gente fica com aquela ilusão de que a grama do vizinho é sempre mais verde do que a nossa, de que nós temos direito à felicidade plena (bobagem, se tivéssemos esse direitoa essa qualidade de felicidade não teríamos encarnado em um planeta de expiação e PROVAS). Quem pode nos garantir que essa situação não é justamente a prova que nós mesmos pedimos a Deus para testar a nossa chamada "evolução espiritual"? E palavras como renúncia não costumam fazer parte da pauta da mídia, não é mesmo??

Mas é sublime renunciar a um "amor" enganoso em detrimento de apostar na felicidade ao lado daquela pessoa que sempre esteve conosco, na dor e na alegria, no sol e na chuva. Casamento é isso, É compromisso. E pode ler como namoro, ou noivado, o nome não importa, o que importa é o compromisso assumido com aquela pessoa. Cada vez que o relacionamento atravessa uma crise, ou uma tempestade, ele se fortalece mais.

Mas precisamos ter a coragem de resistir à tentação. Senão, a tendência é que as coisas piorem ainda mais na nossa vida. Mais dor, mais sofrimento, e o sabor amargo do arrependimento.

#prontofalei.

sábado, julho 16, 2011

Lua tímida

Cheia do jeito que ela está no céu, toda exibida, ela não está nada tímida.
Mas a letra da música é linda. Foi composta pelo Caetano e pelo Ritchie.
Tem no YouTuibe. 

E eu preciso voltar a postar nesse meu blog.... então lá vai:

Shy Moon

Shy moon,
Hiding in the haze
I can see your white face
Hope you can hear my tune,
Shy moon
Why didn't you stop her
Don't you know i suffer?
And you'll watch me cry soon,
Shy moon
Glow through the polution
Find me a solution
I'll wait on the high dune,
Shy moon

quinta-feira, junho 30, 2011

Abandono, mas não total...

Tadinho desse meu blog, né? Tão abandonadinho.... A "culpa" e da atenção que tenho dedicado ao meu novo, lindo e maravilhoso trabalho, com mais de 100% da minha energia. O resto da energia vai p/ os projetos de livros dos tempos de vacas magras com a editora, mas que preciso honrar, pois são compromissos assumidos, sabe como é. Então, o blog... já viu, né?? Mas eu tenho um carinho especial por ele, e volto aqui de vez em quando.

Desa vez, é pra contar que a propaganda do meu filho voltou a ser veiculada na TV e, com isso, ele vai ganhar cachê de novo! Bom né?? Chegou em boa hora. Mãe-coruja que sou... (quem não é??) publico aqui o link pro comercial:
http://www.youtube.com/watch?v=qASvq3XsvMQ&feature=player_embedded

Enjoy!

terça-feira, maio 17, 2011

Recomendo altamente!


Minha amiga Claudete (de peruca azul) se revelou uma ótima atriz! Eu sempre tive certeza do seu talento. Quem quer dar boas gargalhadas em um ambiente intimista (parece uma casa de verdade) não pode perder o espetáculo.

Gente Grossa, Gente Fina realiza uma fusão e uma atualização de dois textos nacionais do século XIX: O Diletante e Os Irmãos das Almas, de Martins Pena. O resultado é uma comédia que trata da tão falada ascensão da “nova classe média brasileira” e do choque entre os gostos que ela traz consigo e os da classe média tradicional. Aproveita também para questionar: o que é mesmo bom ou mau gosto?


No Teatro Lá em Casa:
R. Lopes de Oliveira, 635 – Barra Funda
próximo ao metrô Marechal Deodoro.
Reservas pelo telefone (11) 7624-9587.
http://teatrolaemcasa.wordpress.com

terça-feira, maio 03, 2011

Mais sorte


Na manhã em que as minhas novas colegas de trabalho tentavam falar comigo, eu estava tirando a sorte no realejo, na inauguração do shopping Iguatemi de Tamboré. Adivinhe! Ganhei duas entradas para o cinema!
E o Guilherme clicou o momento e me mandou por email, me desejando "Boa sorte sempre, daqui pra frente!"
E publico a foto pra dividir a sorte com você!!
Sorte é que nem amor: quando mais se distribui, mais se ganha! Pelo menos é nisso em que eu acredito.

quinta-feira, abril 28, 2011

Muito feliz

Você acredita em sorte?
Ontem falei sobre o Santo Onofre e acho que ele me ajudou!
A boa notícia é que consegui um novo emprego.
Para quem não sabe, eu tenho 52 anos (faço 53 daqui a um mês), ou seja, ainda tem mercado para pessoas com a minha idade! Bom, né?
Começo daqui a pouco. Sim, às 15hs.
Só passei rapidinho para dividir a boa notícia com quem me lê!
Além das mágoas, a gente precisa também dividir as coisas boas, as esperanças, a boa sorte, o pensamento positivo, a alegria, tudo isso... Porque é isso, a vida é feita de fases. Assim como a lua, as fases passam.
Ainda que demorem (segundo a nossa perspectiva humana, sempre míope), elas sempre passam.
É isso aí!
E vamo que vamno.

quarta-feira, abril 27, 2011

Esburungundado

Escuruncungado ou Esburungundado: São variações de uma mesma palavra totalmente inventada por mim, para ser usada quando alguma coisa está destruída ou bagunçada.
E a Biba me usa a palavra como se tivesse sido ela a inventora!!! Imagine... foi uma risadaria só. Isso enquanto a gente voltava da lojinha que conserta DVD – porque o DVD, não se sabe como, caiu da bandeja dentro do aparelho e não havia meios de tirar o danado de lá. Tive que gastar 40 reais nessa brincadeira.

A sorte foi que no dia em que a gente foi alugar os DVDs, preenchi um cartãozinho para participar do sorteio de uma cesta de Páscoa e fui sorteada!! SORTE!!!!
E você? Já inventou uma palavra só sua??

Outra: o “meu” santo preferido é o Santo Onofre. Não sei porque e nem quando isso começou, mas chamo essa santo toda hora. Preciso levar mais a sério esses meus chamamentos. Quem sabe ele não me ajuda, né?? Rsrsrs

Aqui a história dele (fonte: Wikipédia):

Santo Onofre, Confessor, considerado Santo pela Igreja Católica e Venerável pela Igreja Ortodoxa, foi um eremita que viveu no deserto da Tebaida, no Alto Egito, em fins do século IV da Era Cristã. O relato de um seu discípulo, Pafnútio, que o encontrou no deserto egípcio, constitui a nossa única fonte para o conhecimento da vida de Santo Onofre: monge num cenóbio nas proximidades de Tebas, abandonou-o para viver uma vida de eremita; durante 60 a 70 anos, Onofre viveu sozinho no deserto, usando apenas, para proteger as partes pudentas, folhas e/ou o seu longo cabelo e barbas. No rito ortodoxo, reza a lenda que o Venerável Onofre teria sido uma virtuosa rapariga que, para preservar a sua virgindade de um feroz perseguidor, rezou a Deus para que o transformasse num homem, o que lhe foi concedido pela intervenção providencial; só depois terá fugido para o deserto, tornando-se então eremita. Onofre tornou-se bastante representado na arte medieval, sobretudo nas representações de homens selvagens e dos Padres do Deserto. Tanto a Igreja Católica quanto a Ortodoxa o celebram no dia 12 de Junho. É considerado o patrono da fortuna (sorte).

SORTE de novo!!!!

E parabéns pra Olívia, que foi aprovada em um intercâmbio da USP e vai viajar pra Universidade de Grenoble, na França, em agosto!!!!! Que linda!!! Parabéns pra ela!!!!

segunda-feira, abril 25, 2011

Páscoa


O vovô e a Helena fizeram um ninho para o coelhinho da Páscoa, com matinhos e cenoura picada (a Helena que picou). Resultado: o coelhinho passou aqui em casa e deixou um ovinho! A primeira coisa que ela perguntou, quando raiou o dia:
- Vovó, será que o coelhinho passou aqui?
- Não sei, vamos lá ver??
Como é doce a Páscoa e mais doce ainda a infância!

terça-feira, abril 19, 2011

Alta


Vamos brindar à saúde do meu pai, que terá alta do hospital hoje, uma semana após a bem-sucedida cirurgia que instalou duas veias novas no coração dele, uma safena e uma mamária. Isso tornou meu pai a mais chorona das criaturas. Precisa ver como ele chora à toa agora... rsrsrs

Papai, welcome back à vida.

Saúde!!!!!

O drinque em questão é feito de Aperol. Está super na moda na Europa, em cada lugarzinho eu via a moçada com esse driqneu cor de laranja nas mãos, no happy hour. Até que descobrimos em um shopping ao lado do nosso hotel em Livorno como ele é feito: com prosecco, aperol e limão siciliano. Uma delícia!!! Acabei de comprar o Aperol aqui no supermercado Padrão ao lado da minha casa. E viva a globalização!!

sábado, abril 16, 2011

No quarto

Depois de uma espera de 5hs meu pai ja esta no quarto e eu ganhei um tipo de iPad da Samsung. A vida e bela! So preciso aprender a mexer melhor nisso aqui, como por ex. acentuar as palavras.

sexta-feira, abril 15, 2011

Arritmia

Meu pai teria saído hj da UTI não fosse uma arritmia que ele apresentou.... 30% dos pacientes desse tipo de cirurgia apresentam isso. Pode ser que saia amanhã. Continuamos precisando de oração e de doadores, para repor o que ele usou do banco de sangue.

quarta-feira, abril 13, 2011

Doação de sangue

Meu pai ainda está na UTI, mas correu tudo bem com a cirurgia. A gente precisa agora conseguir 15 doadores de sangue, no nome do meu pai (José Leonardo Angerami). Local: Rua Martiniano de Carvalho, 1009 (estacionamento gratuito na Rua Treze de Maio, 1854 e na Rua Maestro Cardim, 560, Bela Vista). De seg. a sexta das 8 às 17hs e aos sábados das 7 às 16hs. Informações: tel. (11) 3505-1150, e-mail: bsangue@bpsp.com.br. 
Agradeço a quem puder fazer essa caridade. 
Para doar sangue é necessário:
- Ter entre 18 e 65 anos, 
- Pesar acima de 50kg
- Estar alimentando e sentindo-se bem
- Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 hs
- Aguardar pelo menos duas horas após o almoço e uma hora após o lanche
- Estar em boas condições de saúde
IMPORTANTE: é preciso apresentar documento de identificação (RG, carteira profissional ou de habilitação)
Intervalo entre as doações: 
Homens: 2 meses (4 vezes/ano) 
Mulheres: 3 meses (3 vezes/ano) 
Não pode doar quem:
- teve malária ou doença de Chagas
- teve hepatite após os 10 anos de idade
- viajou para área endêmica de malária há menos de 6 meses
- recebeu sangue ou fez tatuagem há menos de 1 ano
- é alcoólatra ou usa drogas ilícitas
- tem comportamento de risco para adquirir doenças sexualmente transmissíveis ou pelo sangue (Aids, sífilis, hepatite)
- está grávida ou amamentando 
- quem quer apenas fazer o exame para HIV
- diabético em uso de insulina
- usou antibiótico, ou teve febre ou sintomas de gripe nos últimos 14 dias. 
Será fornecido atestado médico referente ao dia da doação.

sexta-feira, abril 08, 2011

Cartinha pro meu pai

Escrevi, mas não entreguei, porque ele anda tão emotivo!!!!Ele fez um cateterismo ontem e vai ter que fazer duas pontes de safena (ou não, ainda não foi decidido, talvez seja uma angioplastia).Mas vai sair dessa! Se Deus quiser.

O negócio é que eles está no SUS porque eu, sua filha, que deveria ter saúde financeira pra pagar um bom convênio p/ ele, não tenho. Enfim, é a vida. Fazer o quê?

A cartinha que escrevi e não entreguei é esta aqui:

" Querido papai,

Sei que o senhor anda muito emotivo ultimamente, então tentarei ser o mais "light" possível. É que tem certas ocasiões em que eu me expresso melhor escrevendo do que falando. E esta é uma dessas ocasiões. Eu só quero "dizer" que o senhor é o melhor pai que alguém pode desejar na vida. Nunca duvide disso! Tudo o que o senhor me ensinou, com palavras e com o seu exemplo de VIDA, são tesouros que eu levo comigo pela vida afora.

Nem sempre fomos tão próximos e eu lamento isso. Mas não quero que o senhor pense, nem por um momento, que "me atrapalha" em alguma coisa. Porque só estar com o senhor ao meu lado é um privilégio p/ mim. Da sua filha que o ama muito,

Silvia "

(quando ele melhorar, ele lê aqui...)

Quero dizer mais uma coisa aos filhos/as: deem um jeito de pagar um bom convênio para os seus pais. Porque enquanto nos convênios se fala em "hotelaria", quando nos referimos ao atendimento em um hospital, no SUS eles são bem tratados também, mas em esquema de "massa", parece um metrô, um transporte de massa, sabe?. Quando não temos o termo de comparação, fica mais fácil se conformar às condições de atendimento. Mas quando a gente sabe como poderia ser, é triste ver o seu pai constrangido a ficar sozinho porque a visita ainda não foi liberada às 10h30, quando o horário seria das 9 às 21hs. Na prática, é assim que funciona. E como me ensinaram a ter "senso crítico" em relação à realidade, não posso deixar de notar que na vida, o que importa, mesmo, é "a força da grana que ergue e destrói coisas belas", como bem disse Caetano. Talvez tenha notado isso tarde demais, porque sempre deixei o $$ em segundo plano na minha vida, e hoje me arrependo disso.Admiro muito as pessoas que olham para trás e não se arrependem de nada.

Desculpe, estou meio amarga hoje, mas vai passar. Eu, que quase nunca uso o meu blog p/ desabafar, hj estou aqui de pires na mão, pedindo piedade ao Destino.

quinta-feira, março 31, 2011

empastelou

Ficou uma postagem por cima da outra, que coisa feia... e eu não tenho ideia de como consertar!!

quarta-feira, março 30, 2011

Instead


Instead (ao invés de...): tudo na vida são escolhas que fazemos a cada instante.

Eu, por exemplo, acabei de ter uma briga homérica com a NET por telefone. Eles me empurraram o BBB (Magina, nem vi nada do BBB este ano!!!) quando me ofereceram o pacote HD - foi uma maldade, uma indignidade, uma sacanagem.

Pesquisei a TVA, liguei pro Procon, enfim... estou indignada.

Mas já perdi muito tempo alimentando essa raiva inútil. O jeito é mudar o dial e me sintonizar em outra "vibe" como se diz.

E estou tão feliz por meu pai já estar em casa!! Isso sim é o mais importante. E agradeço a Deus e a todas as pessoas que rezaram por ele. Foi tanta gente!! foi muito bom!

Letra da música "Instead" (com tradução) 


domingo, março 27, 2011

Filosofia

Primeiro, notícias do meu pai: ele ele teve alta da UTI e deve ir hoje para o quarto. Obrigada pelas vibrações positivas.

Segundo, compartilhar a mensagem recebida do Diomede:

O FRASCO DE MAiONESE E CAFÉ  

 
Quando as coisas na vida parecem demasiado, quando 24 horas por dia não são suficientes...Lembre-se do frasco de maionese e do café.


Um professor, durante a sua aula de filosofia sem dizer uma palavra, pega num frasco de maionese vazio...e encheu-o com bolas de golf.

A seguir perguntou aos alunos se o Frasco estava cheio. Os estudantes responderam sim.

Então o professor pega numa caixa cheia de pedrinhas e mete-as no frasco de maionese. As pedrinhas encheram os espaços vazios entre as bolas de golf.

O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a dizer que sim.

Então...o professor pegou noutra caixa...uma caixa cheia de areia e colocou dentro do frasco de maionese. Claro que a areia encheu todos os espaços vazios e uma vez mais o professor voltou a perguntar se o frasco estava cheio. Nesta ocasião os estudantes responderam em unânime  "Sim !".

Em seguida o professor acrescentou 2 xícaras de café ao frasco e claro que o café preencheu todos os espaços vazios entre a areia. Os estudantes nesta ocasião começaram a rir...mas repararam que o professor estava sério e disse-lhes:


 'QUERO QUE SE DÊEM CONTA QUE ESTE FRASCO REPRESENTA

A VIDA'.

As bolas de golf são as coisas Importantes:

como a FAMÍLIA, a SAÚDE, os AMIGOS, tudo o que você AMA DE VERDADE.

São coisas, que mesmo que se perdêssemos todo o resto, nossas vidas continuariam cheias.

As pedrinhas são as outras coisas
que importam como: o trabalho, a casa, o carro, etc.
A areia é o demais,
as pequenas coisas.
  'Se puséssemos  1º a areia no frasco, não haveria espaço para as pedrinhas nem para as bolas de golf. 
O mesmo acontece com a vida'.
Se gastássemos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teríamos lugar para as coisas realmente importantes.
  Preste atenção às coisas que são cruciais para a sua Felicidade.
Brinque ensinando  os seus filhos,
Arranje tempo para ir ao medico,
Namore e vá com a sua/seu namorado(a)/marido/mulher jantar fora,
Dedique algumas horas para uma boa conversa e diversão com os que te faz bem.
Pratique o seu esporte ou hobbie favorito.
   Haverá sempre tempo para trabalhar, limpar a casa, arrumar o carro...  
Ocupe-se sempre das bolas de golf 1º, que representam as coisas que realmente importam na sua vida.
Estabeleça suas prioridades, o resto é só areia...
 Porém, um dos estudantes levantou a mão e perguntou o que representaria, então, o café.

O professor sorriu e disse:
 "...o café é só para demonstrar, que não importa o quanto a nossa vida esteja ocupada, sempre haverá espaço para um café com um amigo. "

sexta-feira, março 25, 2011

Papai

Meu pai sempre foi uma pessoa avessa a hospitais. Ficou famosa aquela história de quando ele acompanhou minha mãe ao dentista (quando ainda eram casados ou talvez noivos) e ele desmaiou no caminho de volta, impressionado ao lembrar do sangue.

Então.... e agora, ele está hospitalizado. Venho aqui pedir orações para que ele saia logo do hospital.

Ele tem 80 anos, mas não parece. É muito ativo, tem muitos amigos em Caraguatatuba, onde mora, e até foi convidado para ser o presidente do Rotary, no ano que vem. Ontem foi transferido de Caraguá para São Sebastião, onde tem uma UTI mais bem aparelhada.

Então, ele não está muito feliz ao se ver hospitalizado, em decorrência de um infarto:

Um infarto ou enfarte é definido como uma lesão tecidual isquêmica irreversível, isto é, devida à falta de oxigênio e nutrientes, geralmente associado a um defeito da perfusão sanguínea (oclusão do suprimento arterial ou da drenagem venosa). Nem todos os infartos são detectados clinicamente, pois alguns não condicionam alterações funcionais significativas (micro-infartos), sendo apenas detectados através da dosagem de enzimas marcadoras de necrose. O infarto mais conhecido é o do miocárdio, ou seja do músculo cardíaco.
(explicação da Wikipédia)

Vamos torcer para que o dele tenha sido esse tal de micro-infarto e que ele se livre logo dessa situação de hospital.... Me ajudem, please.

Obrigada e bjs

sexta-feira, março 04, 2011

Desabafo contra o feminismo

(conforme a Rayana pediu, vamos atualizar isso aqui!!)

Uma vez publiquei esse texto aqui (abaixo), que dá pano pra manga até hoje. Não fui eu que escrevi, apenas recebi por e-mail. É um texto bem-humorado, no meu ponto de vista. mas é incrível como ele arranca comentários inflamados da audiência! O que vc acha? Já formou opinião sobre o assunto??

(o post original está neste link, com os comentários)


Outra coisa: você já leu o "55: Memórias de uma Jornalista em Londres", da Yami Trequesser, publicado pela Reality Books? Ótima dica pro Carnaval. Além disso, tem oferta pré-carnavalesca na loja. Vai lá!
www.realitybooks.com.br. 

Desabafo de uma mulher moderna

São 6:30 da manhã.. O despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para atirá-lo contra a parede... Estou tão cansada... não queria ter que trabalhar hoje... Queria ficar em casa, cozinhando, ouvindo música, cantarolando, até....

Se tivesse filhos, gastaria a manhã brincando com eles, se tivesse cachorro, passeando pelas redondezas... Aquário? Olhando os peixinhos nadarem... Se eu tivesse tempo... gostaria de fazer alongamento...Brigadeiro...

Tudo menos sair da cama e ter que engatar uma primeira e colocar o cérebro pra funcionar. Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a infeliz matriz das feministas que teve a estúpida idéia de reivindicar direitos de mulher... queria saber POR QUE ela fez isso conosco, que nascemos depois dela...

Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós... elas passavam o dia a bordar, trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando as crianças, freqüentando saraus, ENFIM, a vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária.

Aí vem uma fulaninha qualquer que não gostava de sutiã nem tão pouco de espartilho, e contamina várias outras rebeldes inconseqüentes com ideias mirabolantes sobre "vamos conquistar o nosso espaço"!!! Que espaço, minha filha??? Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo aos seus pés. Detinha o domínio completo sobre os homens, eles dependiam de você para comer, vestir, pra tudo!!! Que raio de direitos requerer ?

Agora eles estão aí, são homens todos confusos, que não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo foge da cruz... Essa brincadeira de vocês acabou nos enchendo de deveres, isso sim. E nos lançando no calabouço da solteirice aguda. Antigamente, os casamentos duravam para sempre, tripla jornada era coisa do Bernard do vôlei - e olhe lá, porque naquela época não existia Bernard do vôlei.

POR QUE ???..me digam POR QUE um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava ser frágil, foi se meter a competir com o macharedo? Olha o tamanho dos bíceps deles, e olha o tamanho dos nossos. Tava na cara que isso não ia dar certo!!!

Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar, passar hidratantes, escolher que roupa vestir, e que sapatos combinar, que acessórios usar... tão cansada de ter que disfarçar meu humor , que sair
sempre correndo, ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido, resolvendo problemas que nem são meus!!!

E como se não bastasse, ser fiscalizada e cobrada (até por mim mesma) de estar sempre em forma, sem estrias, depilada, sorridente, cheirosa, com as unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, doutorados, e especializações (ufffffffffffffffffff!!!!!!!). Viramos supermulheres e continuamos a ganhar menos do que eles... Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço?

CHEGAAAAAAA!!!... eu quero alguém que pague as minhas contas, abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela...ai , meu Deus, já são 7:30,tenho que levantar!...

E tem mais: quero alguém que chegue do trabalho, sente no meu sofá, coloque os pés pra cima e diga "meu bem, me traz um cafezinho, por favor?", descobri que nasci para servir. Vocês pensam que eu tô ironizando? To falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna.... Troco pelo de Amélia. Alguém se habilita?

sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Pé-de-pato

Eu virei uma verdadeira "peixa"!!! Como aprendi a nadar depois de adulta, eu e a água não somos amigas assim tão íntimas. Mas melhorei bastante e a minha querida professora Paulinha já me deu nota 9,7, o que é um luxo pra mim!!!

E hoje, a minha colega de "classe" Celina estava nadando de pé-de-pato. Eu, que nunca havia usado tal acessório, me sentia intimidada com ele e ficava imaginando como seria nadar com aquilo.

Gente, é o máximooo!! Agradeço à Celina, que deu a "notícia" para a professora que eu nunca tinha usado tal "calçado" e agradeço à Paulinha por me permitir dar um monte de chegadas com eles.

Me senti uma autêntica "peixa", a água virou meu habitat natural. Amei!!! Veja você como a gente se contenta com pouco nessa vida, né???

sexta-feira, fevereiro 04, 2011

É o amoooo-oor

Duas coisas:

1) Precisa apoiar financeiramente o projeto sobre o livro do amor lá no Catarse:
(eu já apoiei) Isso porque a última frase do projeto do rapaz é "All you need is love" - justamento o meu slogan, inspirado nos Fab 4 (Beatles).
http://catarse.me/projects/26-uma-breve-historia-do-amor

2) Segunda coisa: o amor, é mesmo, de verdade, a coisa mais importante desse mundo aqui e cada vez mais eu me convenço disso. Hoje ouvi uma história apaixonante de uma amiga minha, que me autorizou a contá-la aqui.

Ela começou a namorar e tal. Depois de ficar por um tempo sem ninguém. (Primeira lição: nunca é tarde para o amor). Ela já tem uma filha mocinha (que por sinal é a cópia dela - as duas lindas, by the way).

Bom, até aí, tudo bem.

Ontem o namorado dela ligou às 9 hs da manhã, convidando-a para um jantar na casa dele. Essa minha amiga não bebe, mas o namorado sugeriu que eles tomassem um champagne, para brindar... Olha a pista!!

Chegando lá, ela se deparou com o cenário montado, no maior capricho: velas e tudo o mais. Ele mesmo estava preparando o jantar.

Ele costumava usar um anel com a palavra "filosofia" escrita em grego. Fazia uns dias a minha amiga havia notado a ausência do anel no dedo dele, coisa estranha porque ele não costumava ficar longe desse anel, de estimação.... Porém, lá estava o anel, em cima da mesa do jantar especial.

Minha amiga contou que ele disse que faria uma pergunta para ela naquela noite.

Daí, ele começou a falar sobre o anel, que aquele anel representava como que uma espécie de casamento com a filosofia, que ele ama, inclusive já esteve na Grécia, berço da filosofia, como todos sabem (eu não sabia, rsrsrs).

Bom, tornando curta uma história longa, no fim, ele disse para minha amiga que aquele anel seria derretido e transformado em uma aliança meio de prata, meio de ouro, simbolizando o relacionamento dos dois. Futuramente, a aliança será de ouro, apenas.

Não é romântico???

Em pleno 2011, acho muito chique uma história de amor como essa ter acontecido tão perto de mim.

Garotas solteiras, mantenham acesa a esperança e força no quartzo rosa

Afinal, all you need is love!

segunda-feira, janeiro 31, 2011

Selinho





Acho fofos esses selinhos de blogs! Ganhei este aqui da Rayana. Achei muito chique ela ter colocado o "Consulta" no topo da lista!!! Obrigada! Fiquei comovida. Mas... sou meio subversiva, fazer o que?? rsrsrs  Então, vou subverter um pouco as regras, que são as seguintes:

1. Repassar para 15 blogs 
(os blogs de que eu gosto são todos os que estão nos links aqui do lado) 

2. Avisar a todos os blogs.


(quem vier me "visitar" vai ver que está automaticamente classificado, eu não poderia excluir ninguém)
 
3. Responder a essas perguntas:

1- Nome: Silvia Angerami

2- Música: All you need is love, dos Beatles
3- Uma Cor: Amarelo
4- Frase ou palavra mais dita por você: "Ai, meu santo Onofre!"
5- Um seriado: House Hunters International
6- O que acho do selo: Bacaninha!

quarta-feira, janeiro 26, 2011

Santo Expedito

Ele é o santo das causas justas e urgentes. Graças a ele, meu marido conseguiu o emprego onde está até hoje (14 anos). Nós acreditamos nisso e é o que basta. Quando fui com ele à entrevista , para dar um apoio moral, esperei no bar ao lado, onde nos atendeu um funcionário chamado ... Expedito!

A coincidência - você há de convir que Expedito não é absolutamente um nome comum - só fez aumentar a nossa fé nesse santinho. Pois bem. Olhei aqui para o lado da tela do computador e aqui está ele, olhando p/ mim, empunhando uma cruz e pisoteando a suposta ave do mal.

Pois eu rezei, com todo o meu coração, e espero ser atendida. Enquanto eu estava escrevendo isso aqui, fui chamada no GTalk e recebi uma semi-oferta de trabalho. É ou não é um "milagre"??

Para quem quiser rezar também, segue a oração:

Oração ao Poderoso Santo Expedito

Meu Santo Expedito, das causas justas e urgentes, interceda por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo, socorra-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito Vós que sois um Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos aflitos, Vós que sois o Santo dos desesperados, Vós que sois o Santo das causas urgentes, proteja-me. Ajuda-me, Dai-me força, coragem e serenidade. Atenda meu pedido (Fazer o pedido). Meu Santo Expedito! Ajuda-me a superar estas horas difíceis, proteja-me de todos que possam me prejudicar, proteja minha família, atenda ao meu pedido com urgência. Devolva-me a paz e a tranqüilidade. Meu Santo Expedito! Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé.
Muito obrigado.
(Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e fazer o sinal da cruz)

Pesquisei mais um pouquinho sobre a vida desse santo:

Santo Expedito foi martirizado na Armênia, onde era comandante-chefe da XII Legião Romana, aquartelada na cidade de Melitene, no fim do Século III, de vida devassa. Mas um dia, tocado pela graça de Deus, resolveu mudar de vida. Foi então que lhe apareceu o espírito do mal em forma de corvo. E o corvo lhe gritava "cras...! cras...! cras...!", palavra em latim que quer dizer "amanhã... amanhã... amanhã". Deixa sua decisão para amanhã! Não tenhas pressa! Espere por tua conversão! Mas Santo Expedito, pisoteando o corvo grita HODIE (hoje), nada de adiamento. É agora. Cristão convertido, assim como toda a sua tropa, Expedito foi vítima da ira do imperador Diocleciano. A importância de seu posto fazia dele um alvo especial do ódio do imperador. Foi flagelado até sangrar e depois decapitado pela espada. Pela sua conversão imediata e não tardia, que o Santo Expedito é invocado nos casos que exigem solução imediata, e nos assuntos em que alguma demora em sua solução poderia causar prejuízo. Santo Expedito não deixa seu auxílio para amanhã, ele atende hoje mesmo, e na hora em que necessitamos de sua ajuda. Sua resposta é imediata. Porém sua espera também, que não devemos deixar nossa conversão para amanhã e nos exige que, o que lhe és prometido, seja cumprido de imediato sem demora.

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Filmes no fim de semana

O primeiro foi no cinema, o ótimo Além da vida. Se fosse um filme ruím, valeria só pela reconstituição do tsunami. Fantástica! Mais infos no site do filme

O segundo, foi na TV5: Incognito - uma comédia muito francesa. Adorei!

É importante que haja lazer na vida da gente, nem que seja mesmo na TV. Mas a gente precisa gastar um tempo procurando alguma coisa realmente boa.

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Carambola!!! 2011!!!

E eu nem escrevi no meu lindo e maravilhoso blog ainda!!

Hoje aconteceram vários alagamentos aqui em SP. Mas o pior deles (na minha modesta opinião) foi aqui dentro de casa!! Uma goteira que mais parecia uma torneira aberta, no corredor dos quartos, pelo lustre. Uma coisa horrorosa.

A gente tava vendo o noticiário de manhã pela TV e eu nem tinha tomado o meu café da manhã, quando ouvimos um barulho no corredor e começou a escorrer aquele aguaceiro.

Felizmente meu marido sempre sabe o que fazer nessas horas em que eu viro uma barata-tonta: correu para uma obra aqui em uma casa vizinha e chamou o Agaci aqui em casa (que tal o nome, hein?? Original!!).

E pronto, depois de algumas horas, tudo resolvido.

Hoje foi o dia dos contratempos e aborrecimentos. Nem vou ficar aqui falando pra não parecer uma chata logo no começo de 2011.

Mas eu adorei uma prática que aprendi em um livro de auto-ajuda: considero os pensamentos e sentimentos ruins como cavalos selvagens e me recuso a subir neles. Ou, se subo, desço rapidinho. É uma baita furada se deixar levar pelo mau-humor, pela tristeza ou pelo aborrecimento. Afinal, 2011 apenas tá começando!!!!

E coisas amaravilhosas estão acontecendo também. Uma delas: a minha lojinha virtual, lá no site da Reality Books. Chega mais,

E que seu 2011 seja ESTUPENDO, FENOMENAL, SENSACIONAL, BÁRBARO, FANTÁSTICO, ESPETACULAR. Em 2011, estou caprichando nos adjetivos.