quinta-feira, setembro 20, 2007

Para minha amiga irredutível

Lista Básica de 12 vantagens de se ter um bebê em casa

Querida amiga,
Preparei só para você esta lista básica de vantagens de se ter um bebê em casa.
Pode ser seu ou até mesmo adotado (tem tantas crianças sem lar por aí, sem carinho, sem abrigo...)

1) A casa fica alegre com bebês.
2) Cheirinho de bebê é uma delícia.
3) Quando ele começa a sorrir, você se derrete.
4) Hoje em dia nem dá trabalho, é só mamar, tomar banho e dormir (quanto é da gente mesmo dar o peito é ainda mais prático do que dar mamadeira, não precisa nem ferver nada).
5) Chorar eles choram, mas não é nada do outro mundo.
6) As coisas ganham novos significados, e o trabalho perde totalmente a importância, a gente deixa de se chatear com coisas pequenas.
7) Você recebe um monte de visitas de gente que vem ver o bebê e traz presentes (não dá tanta despesa assim).
8) Você passa a conhecer uma espécie de amor indescritível, que não conhecia até então.
9) Você supera o egoísmo de querer tudo pra você. Passa a ser tudo pro bebê.
10) Você descobre um novo papel na sua vida: o de mãe, e é o máximo perceber que existe alguém que depende de você, você passa a se sentir importante.
11) Você descobre que pode contar com ajudas inesperadas, e pode descobrir em seu marido um pai que tem a maior boa vontade com mamadeiras e fraldas.
12) Você sempre quer voltar mais cedo e tem um excelente motivo para isso.

Quem quer colaborar pra fazer a lista crescer??

UPDATE!!

13) Cheiro de sopa de mandioquinha pela casa (Milton Toshiba).
14) Ser chamada de mamãe (Fran).
15) Você tem uma bela desculpa pra assistir aqueles filmes livres que dá vergonha ir sem criança.
16) Você sente que está contribuindo para povoar o mundo.
17) Você se livra daquele tédio de fim de semana.
18) Você redescobre seu talento como fotógrafa.
19) Você tem assunto pra comentar com outras mães.
20) Você passa a achar o gugu-dadá o som mais lindo de todo o Universo.
21) Você descobre a real utilidade dos seus peitos.
22) Você entende seu papel no Universo (o papel de toda mulher)
23) Você dá uma alegria incomparável para o seu marido: a de ser pai!!
24) Se você já tem um filho, você proporciona para ele a felicidade de ganhar um irmãozinho/a.
25) ...
Gente, minha amiga leu um livro com 40 desvantagens de ser mãe!!!
Vamos me ajudar a chegar às 50 razões, please...
UPDATE 2
A amiga Maith, mãe de 6 filhos, contribuiu com 6 razões (Obrigadaaa!!!:
25) Você tem boa desculpa para não ir a festas que não deseja.
26) Se ainda está apaixonada pelo seu marido vê um pouco dele em cada pedacinho de seu filho e o acaricia-o de uma maneira mais que especial.
27) Se o seu casamento não está lá essas coisas, você descobre que alguém que fez uma coisa tão linda como seu filho tem que ser alguém muito...muito... e seu casamento volta a ser "essas coisas".
28) Você acorda várias vezes durante a noite e pode verificar se está chovendo, se todas as luzes da casa estão apagadas, vai ao banheiro, toma água, pensa na vida, enfim, faz uma porção de coisas que não faria se ele não a tivesse acordado.
29) Ele dorme o dia todo para compensar a manha da noite e vc acha que ele parece um anjunho dormindo.
30) Você descobre que ter um filho é a melhor coisa do mundo mas os anticoncepcionais também foram descobertas maravilhosas.
31) Você contribui para não tornar o mundo um lugar cheio de velhos rabujentos e chatos (contribuição do Zeca).
32) ...
Vamos lá!!! Falta pouco....
MAIS UM UPDATE, DIRETAMENTE DE LAS VEGAS...
Dessa vez colaborou a Jacque.
32) Vc realmente sabe o que significam as palavras AMOR E DOAÇÃO.
OUTRO UPDATE!!
A Sol disse que:
"Ainda nao enchi a casa de bebês, e jamais leria o livro das 50 razões, mas colaborando com este post:
33) Você passa boa parte dos fins de semana passendo com os filhos em parques ou no meio da natureza, e pára de ficar em casa pendurado na internet ou na frente da televisao.
34) Você comeca a ter um equilíbrio financeiro melhor, sem gastos desnecessários e poupa mais
35) Você passa a ter mais cuidado com a alimentação, comendo os mais saudáveis
36) Você entende o que significa a energia de uma criança, como esta energia é diferente da dos adultos e como ela nos faz bem
37) Depois do nascimento de 1 filho, insônia é algo que voce nunca mais vai saber o que é
38) Você sabe que ao menos 1 pessoa nesta terra vai te dar muitos beijinhos e abracos todos os dias
39) Você toma mais cuidado em não poluir a natureza, já que seus filhos habitarão por muito tempo aqui neste planeta
40) Você canta mais
41) Você lê mais historinhas
42) Você dá muito mais sorrisos e risadas por dia
43) Você se une mais com sua mãe/sogra, passa a tirar dúvidas com elas e a trocar experiências
Mil beijos"
(Obrigada, Sol!!)
44) Você pode brincar de boneca de verdade, tal como imaginou na infância! (contribuição da Evellyn, em sua primeira visita ao Consulta!! Obrigada, Evellyn!!!)
45) A Medicina evoluiu muito, e aquelas "dores do parto" são coisas do passado
46) As maternidades mais parecem hotéis, com todo aquele conforto e cuidado tanto com o bebê quanto com a mãe
47) Estamos na era das fraldas descartáveis, em que tudo é muito prático e fácil.
48) Você começa a colecionar novos amigos: os pais dos bebês amiguinhos do seu, afinal têm muitas experiências semelhantes para trocar.
49) Você descobre que consegue amar aquela criaturinha de uma forma tão profunda, sincera e incondicional, mesmo depois de uma noite mal dormida, ou de uma sessão de choro inexplicável.
50) Você cria a possibilidade de um dia vir a se tornar avó, que é quando as coisas de fato começam a ganhar um sabor todo especial!! Quando tudo pode, quando a liberdade é maior, de amar, de sentir, se ser coruja, sem aquele "peso" da responsabilidade que cabe só aos pais....
;-)
Pronto!! Acabei a lista. Espero que minha amiga se comova, de alguma forma, espero ter reunido argumentos capazes de convencer alguém.
No próximo post, prometo mudar de assunto!! Obrigada pela paciência.
Hoje é o batizado da Helena.
OPA!
Motivo 51) Sua vida fica muito mais cheia de festas!!!!

segunda-feira, setembro 17, 2007

All You Need Is Love - The Beatles

Demorou, mas como essa música é o tema do meu blog, tava na hora de postar o primeiro vídeo do Consulta.
(Repare que o Mick Jagger aparece na platéia, no finalzinho) - que tempo bom, aquele...

domingo, setembro 16, 2007

Aqui em casa





O quarto da Helena tá ficando assim: tem uma pintura diferente na parede, que tiramos de um livro chamado "Living in Mexico".
Tem um criado mudo novo da Tok Stok que é uma minipenteadeira também.
Tem o bercinho dela, uma escrivaninha que vira trocador e uma cadeira espreguiçadeira de balanço.
Gostou?
(falta comprar um edredon lilás ou roxo, mas ainda não achei)
Este também é o quarto de hóspedes, que nesta semana está recebendo a Barbara (ou Bábi), do Chile. É um intercâmbio da escola da Biba (notou a coincidência dos apelidos - ou melhor - "sobrenomes", em castellano?)
Você sabia que os chilenos dizem que a língua que eles falam é "chileno"? Porque eles usam muitas palavras bem diferentes do castellano.

terça-feira, setembro 11, 2007

Helena



Na véspera de completar quatro meses.

Ela tem um quartinho aqui em casa, que tô decorando em tons de lilás e roxo. Tá ficando bem legal e eu espero que ela sempre goste muito de vir visitar a vovó!

Morro de saudades dela durante a semana, mas nos fins de semana eu me esbaldo com ela. Não tem nada que eu não faça por essa menininha linda. Vou treinar pra ver se ainda sei dar cambalhotas pra poder brincar com ela.

quarta-feira, setembro 05, 2007

Moleskine e amizades virtuais/reais

Ontem, a Renata me falou na existência desse "objeto do desejo". E ontem mesmo me deparei com um post do Osrevni, do Para ler sem olhar, falando dele: isso, no masculino. Moleskine. Pronto. Bastou. Preciso de um. Urgente.

Assunto número 2: este blog existe desde 2003. Então, às vezes dá uma baita saudades dos amigos/as virtuais que sumiram. Mas, por outro lado, tem gente nova aparecendo sempre. E assim é a vida real também. As pessoas entram e saem da vida da gente. Às vezes dá aquela nostalgia, a gente quer agarrar o tempo pelos cabelos e não deixar ele fugir. mas não. Não adianta. As pessoas chegam e partem. É assim que funciona.

Mas que dá uma alegria danada saber que alguns desses amigos mais queridos permanecem por perto, isso dá. E também, de repente, aqueles amigos que você considerava "novos" de repente ficam antigos também. E o carinho por eles fica grande, sincero e real, ainda que você nunca tenha cruzado de verdade com algumas dessas pessoas.

Sei que tô falando a coisa mais óbvia do mundo, mas é verdade, ainda que pareça blá-blá-blá. Fazer o quê? Ando meio sentimentalóide, mesmo. Senão esse blog até podia mudar de nome, né? Mas não, não é o caso.

Ueba!!! O Portella tá dentro!!

Obrigada a todos que votaram. Volto logo mais com mais novidades.

terça-feira, setembro 04, 2007

segunda-feira, setembro 03, 2007

Fatos casuais... Coisas banais do cotidiano...

A Cris, minha querida amiga virtual do Ego Confession, me convidou e eu fiquei pensando no assunto um tempão. O Tom me disse que a votação do Boteco Bohemia terminaria ontem e eu queria deixar a chamada aqui no blog, mas pelo jeito ainda não terminou. Só que a vida continua e preciso atualizar meu blog, senão perco meus poucos leitores/leitoras, né?
Quem ainda não votou, please, vai lá!
Quem já votou, obrigada!! valeu mezzzz.

Bom, vamos lá.

Seguem minhas coisas banais:
1) Horário: por que ninguém nunca chega no horário? Essa é uma dúvida atroz e eu tenho que me esforçar pra me atrasar de vez em quando e ser assim uma pessoa “normal”.
2) Trânsito: por que tem que ter tanto trânsito em SP? Por que um trajeto que leva 15 minutos no sábado pode chegar a mais de uma hora durante a semana? Por que não existe mais hora do rush? O trânsito é um karma coletivo. Um dia eu me livro dele...
3) Embalagens: por que as embalagens nacionais são umas porcarias, que tiram a paciência de qualquer um, enquanto as embalagens internacionais são tão eficientes e fáceis de abrir?
4) Maquiagem: por que nem todas as mulheres nascem sabendo se maquiar? Por que quando eu resolvo me maquiar fico me achando com cara de mulher de vida fácil, sendo que minha vida é tão difícil?
5) Rugas: por que elas têm que existir? Por que a pele da gente não fica lisinha forever and ever? E como eu não curto os cremes, a natureza parece ainda mais implacável. Mas... já comprei meu creme exterminador de rugas e como a ciência evolui, acho que vou conseguir eliminar algumas delas, mas sem esquecer que cada uma tem a sua história e a sua razão de ser.
6) Gorduras localizadas: por que elas existem e atacam tão impiedosamente as mulheres dessa maneira? Por que as roupas claras têm que marcar tanto?
7) Roupas: por que é tão difícil encontrar o equilíbrio entre ser uma mulher “madura” de 49 anos, sem ser nem careta nem ridícula?

A conclusão é que um homem, possivelmente, não teria tantos problemas banais assim. Isso reforça minha tese que eu acho que fui mais homem do que mulher nas minhas sucessivas encarnações, quem sabe...

Eu acho que tinha que indicar algumas pessoas pra tentar continuar a brincadeira, mas prefieo deixar a idéia no ar e quem estiver a fim, faça a sua lista também.

Como eu adoro listas (e também a Cris, minha artista plástica preferida), acabei topando o convite!!

E o post vai a seco, mesmo, sem foto dessa vez.

Inté!