quarta-feira, junho 30, 2004

Elogio
Aqui não é lugar pra falar de trabalho. Procuro evitar. Mas como é bom começar o dia ganhando um elogio do chefe, né??
( BTW, Great report and quotes !!!)
(nem que seja entre parênteses...)
(reparou nos três pontos de exclamação???)
Fazer relatórios é a parte chata do que fazemos todos os dias... Mas de vez em quando até compensa. Né, Alê?

terça-feira, junho 29, 2004

Tomás
Eu sei que a gente cria os filhos p/ o mundo e não p/ a gente. E concordo com isso. Ou melhor, me conformo com isso. Mas... No caso do meu querido e adorado filho Tomás, mais conhecido como Tom, a coisa é grave. Ou seja, ele, do alto da sabedoria dos seus 21 anos, acha que sabe tudo sobre a vida, o trabalho, a busca da felicidade. E ai da gente se resolve dar qualquer palpite!
A novidade, agora, é que ele quer sair do estágio. Quer porque quer e pronto. Não tá feliz lá e quer sair. Simples assim.
Agora, vai explicar pra ele que isso vai significar o fim das baladas, a falta de grana pra pôr gasolina no carro dele, etc. etc. etc. Ele acha que tem que ser "sustentado" pela gente, que mal ganha pra pagar as contas, principalmente porque é a gente que paga a fakul e a prestação do Celta dele (que ele ganhou novinho, quando entrou na fakul).
Eu sei que tem um monte de gente jovem que lê as coisas que escrevo aqui e tô precisando de uma segunda opinião.
O que vc acha?

segunda-feira, junho 28, 2004

A Brastemp não é nenhuma Brastemp!
(Round 2 da luta do Bem contra o Mal)
No mês de novembro de 2002, cansada de gastar dinheiro em consertos da máquina de lavar roupa “velha”, compramos uma Brastemp nova. A felicidade durou quase que o tempo da garantia. Hoje, um ano e meio depois da compra, a máquina parece um avião que vai levantar vôo em plena área de serviço. Vaza água e óleo, e eu me sinto traída pela propaganda enganosa da Brastemp.

Como podem os bens ditos “duráveis” durarem tão pouco?? Parece que os tais bens duráveis são programados para durar apenas o tempo exato de vigência da garantia. Vencido o prazo, as peças parecem seguir uma programação interna de autodestruição...

Estou prestes a ficar na mão das tais “assistências técnicas” que cobram o quanto querem por um serviço que eu não tenho como avaliar.

Isso não é justo!
(e vai sem link, que eu não quero dar page views pra eles)
Não perca a hora!
Para começar a semana sem atrasos e sem procrastinação, clique aqui para ver a hora certa.
(contribuição do meu pai)

quinta-feira, junho 24, 2004

A eterna luta do bem contra o mal
Até ontem eu tentei me enganar. Tentei não acreditar que o Mal existe. Hoje não penso mais assim. Conheci uma mulher fantástica, poderosa, forte, corajosa, e ainda por cima bonita, com lindos cabelos negros encaracolados e compridos emoldurando o seu rosto e os seus profundos olhos azuis. Vestindo um elegante terninho azul claro, simpática. (Mas continuo "straight", viu? Agora, se eu fosse homem...)

É que ela, a Daniela, é a poderosíssima e admirada delegada de plantão do DP onde estive hoje de manhã, dando queixa de um furto qualificado. Roubaram o tocador de CD do meu lindo Celta novinho, vermelhinho, cuidado a pão-de-ló, DE DENTRO DO ESTACIONAMENTO DO SHOPPING MARKET PLACE (meu local de trabalho de todas as manhãs).

Inacreditável, chocante, humilhante. E ainda destruíram a fechadura do lado do passageiro. Só dava eu berrando a altíssimos brados: "So-co-rrooooooo" no meio do shopping. Temos 3 carros, não por luxo, mas por necessidade. E foi o terceiro tocador de CDs roubado. Bom, a ficha caiu, finalmente. O mal existe. Mas existem Danielas lindas e poderosas para lutar contra ele. Me sinto protegida, amparada.

Eu tentei. Juro que tentei me refugiar nas minhas histórias chorosas de amor, principalmente aqui no blog. Tentei me ater aos assuntos "do Bem" e a não comentar nada de "Mal", para não fortalecê-lo ainda mais. Mas ignorar o Mal não basta, cheguei a essa conclusão na minha vida.

De hoje em diante, a Silvia aqui vai engrossar as fileiras do Bem contra o Mal.
Eu queria ter o poder da Prue, daquele seriado Charmed, aquele poder de explodir as pessoas. Juro que se eu tivesse esse poder e se o FDP que roubou meu carro me aparecesse na minha frente, ele explodiria em milhões de pedacinhos e desapareceria da face da Terra. Tudo bem, não é grave o roubo de um toca-CDs isolado. Mas é um pequeno Mal aqui, outro pequeno Mal acolá... Não tolero mais isso. Mas ainda bem que eu não tenho o poder da Prue, do Charmed. Quero continuar sendo do Bem e tenho que aprender ainda a coisa mais difícil de todas: perdoar aquele desgraçado. É isso.

terça-feira, junho 22, 2004

Sete coisas
1) Quem quer uma conta no G-mail (aquela em que cabem infinitas coisas)? É só me mandar nome, sobrenome e e-mail.
2) Tomei quentão no domingo, na festa que chama Arraiá dos Jardins. Chique, né?
3) Vou trabalhar na barraca da pescaria no clube no próximo finde.
4) Vou almoçar sozinha hoje. Ando meio melancólica ultimamente, nem sei por que...
5) Já que num tem jeito, resolvi aproveitar melhor minha vida dupla (de trabalhar de manhã em um endereço e de tarde em outro, embora no mesmo emprego).
6) Cada vez mais estamos entusiasmados com a idéia de nos mudarmos para Portugal, com todas as nossas forças. Um dia. Preciso de ajuda divina, aqui, please!
7) Adoro o número sete. Fui feliz na Vila Brasília, João Moura, 337, casa 7. Por isso, vou parar por aqui.

sexta-feira, junho 18, 2004

quinta-feira, junho 17, 2004

Ufa!
Coletiva cansa. E na semana que vem tem mais. Tivemos 26 jornalistas (e nenhum figurante!). Um excelente número. Tô cansada demais pra escrever hoje...

E tem um monte de blogs legais que eu descobri pra linkar aqui do lado... Como o da Luciana, minha querida amiga, da Priscilla, do Auditor...

quarta-feira, junho 16, 2004

Listas
Adoro listas. Eu e a minha amiga Pâ.
Adoro o frio.
Lista de coisas boas pra se fazer no frio:
- queijo e vinho com amigos, namorado/a ou sozinho.
- fondue
- usar casaco de lã, gorro, luvas, cachecol
- ficar bem mais elegante do que no verão
- malhar suando pouco
- curtir uma lareira
- fazer caminhadas longas e quase não se cansar
- nadar em piscina aquecida (no verão isso é horrível)
- tem muitas coisas mais, mas agora não dá.
Tenho que arrumar vinte jornalistas ou figurantes para uma coletiva amanhã, com direito a almoço. Alguém aí quer ir?

terça-feira, junho 15, 2004

Feriadão


Silvia e Vilma


Olha eu (de calça azul), totalmente desestressada, com a minha querida comadre Vilma. Como o feriado foi bom pra minha cabeça!

quarta-feira, junho 09, 2004

Zica tecnológica
Agora que já passou o inferno astral, qual seria a explicação?
Meu PC de casa não liga mais, assim, de repente, desde anteontem.
Ontem mudei o layout dos comentários no Haloscan e hoje tá tudo fora do ar....
Oh! Quem poderá me ajudar?
(Já falei com o Chapolin Colorado que me ajuda com o computador, mas dessa vez ele vai me deixar na mão)
Amanhã é feriado e vou sumir do blog, do orkut, do gmail, de tudo quanto é lugar. Vou tomar um chá de sumiço.

terça-feira, junho 08, 2004

Reflexos do aniversário
Bem no dia do meu aniversário meu marido querido fez o favor de me arrastar pra academia do clube, de onde eu andava bem sumida. Eu, num átimo de coragem, subi na balança. E o número obsceno que vi determinado ali me fez cair a ficha: meu, eu tenho que tomar uma providência, e é pra já. Subi na esteira e escolhi a velocidade 5.7. Depois de três minutos, minha batata da perna ardia, mas eu continuei firme. Vinte minutos. Voltei ontem e voltei hoje. Pelo menos minha consciência tá mais leve. Alguma coisa tem que ficar mais leve, né??
No meu aniversário, domingo (tanta gente lembrou e tanta gente esqueceu!! - mas a vida é assim mesmo), teve feijoada - já contei. Comi pouquíssimo, porque já tinha me pesado. Mas tava tudo tããão bommm!! Tinha tanta gente!! A comadre Vilma, o compadre Marcos, a Mariana (minha afilhada), a Marília com o namorado, o Douglas (um gato!!), o André com a Serena - a namorada dele - que faz Nutrição em Campinas e contou como é triste ver jogar tanta comida fora!!, a dona Noêmia e a prima dela a Dalva, a minha mãe, o Guilherme, o Tom (foi obrigado, mas foi - ainda mais porque deixou a Parati estacionada na rua de sábado pra domingo e roubaram o CD player. Belo presente, né, Tom???), a Marjorie (Biba), o Nelson - primo do Marcos, a Kátia - amiga da Vilma e a autora da feijoada, com o marido e os filhos (André e Larissa - que saiu mais cedo para ir ao show do Jota Quest). Levei um bolo de chocolate e morango (tipo um Floresta Negra em que a cereja é substituída por morango - todo mundo gostou!). Eu contribuí cortando todas as laranjas e enxugando a louça.
A Larissa fez algumas fotos (eu estava sem a máquina, pra variar - já é uma tradição nas festas de aniversário da minha família a gente não tirar fotos). Quando ela me mandar, ponho uma aqui.
Pois é, fiquei ainda + velha. E não me venha com aquela conversa de "jovem de espírito"... Hummm, sei. Mas, tudo bem. Tamos aí. E hoje é dia de relatório, né, Alê? E eu aqui, tagarelando, procrastinando.
Agradeço, de coração, aos votos de feliz aniversário que recebi aqui da Ivana, da Ciça, da Alê, da Lucy, da Sandra, do Auditor (que eu ainda nem conhecia), da Lila, e de todo mundo que me mandou msg no Orkut, por e-mail, em pensamento, palavras e atos. Bjs agradecidos.

sábado, junho 05, 2004

Uma imagem vale mais do que mil palavras
Nem adianta me procurar na foto, porque eu tava do lado de lá da câmera.
Nunca me preocupei muito em colocar fotos aqui, mas achei sem querer um lugarzinho legal (aparentemente) pra hospedar as imagens, então, tá aqui a foto:
O pessoal lá em Bento Gonçalves

sexta-feira, junho 04, 2004

Meu inferno astral tá acabando
Mais precisamente, acaba neste domingo. Eu, como toda boa geminiana, sei de tudo um pouco (um pouco mal), mas dá para o gasto. Então essa fase de inferno astral é o seguinte: os problemas que a gente tem na nossa vida vêm à tona para que sejam resolvidos. Foi isso o que aconteceu no meu trabalho. Já vi que tenho ainda um período futuro por lá, tendo que lidar com os prós e os contras da situação. Adoro aquele número de circo em que o cara fica lá equilibrando os pratos que rodam no ar. Acho que a metáfora com a nossa vida e os múltiplos papéis que desempenhamos tem tudo a ver.

Quanto à Biba, foi só uma distensão muscular. Ela está proibida de fazer atividade física durante uma semana, mas tá tudo certo. Hoje ela tem baladinha na escola, da oitava série, que tá arrecadando $$ pra formatura.
Amanhã, ela tem sessão especial de cinema, vai ver o novo Harry Potter com a turma do Rep Lago.

Vou ganhar 15 dias de férias em julho e estou animada. Quem sabe volto lá na Serra Gaúcha. Adorei aquilo lá. É aquele clima europeu charmoso, friozinho que me decepcionou (fui preparada psicologicamente para muito mais frio) e uma foto para cada lado que você olha. Muito lindo. Fiquei pensando que bem que meus antepassados italianos podiam ter se instalado por lá. Quem sabe hoje eu não estivesse recebendo turistas e contando histórias sobre como o bitartarato de potássio se acumula nas garrafas de vinho e precisa ser retirado.

Minha querida e duplamente comadre Vilma do meu coração vai fazer uma feijoada pra mim lá na casa dela no domingo. Fiquei tão emocionada com a homenagem... Sou madrinha da Mariana, a filha dela, e ela é madrinha da Biba. Como não tenho irmã, considero minha comadre como uma parente mesmo e muito especial, por sinal. Pena que ela não costuma ler blogs na Internet...

Desejo que você tenha um fim de semana muito aconchegante, divertido e recheado de boas emoções.

quinta-feira, junho 03, 2004

Já passou
Tive uma daquelas conversas seriiiiiissimas e tudo ficou bem agora. Falei tudo o que tinha de ser falado.
Daí ligaram hoje da escola que a Biba se machucou na aula de educação física. Eita inferno astral, viu?
Ainda não tô com muita vontade de conversar. Sorry.

terça-feira, junho 01, 2004