terça-feira, janeiro 24, 2006

Como levar um "fora" e sair por cima



Sempre é chato levar um fora... Essa madrugada, a moça mais linda dessa edição do reality show levou um, em rede nacional. Pior ainda!!
A vida vive dando "foras" na gente. Nem sempre é coisa de namorado, apenas.
Ser demitido, ser preterido naquela vaga de emprego, desistir de um trabalho porque tá chato ou difícil, a vida vive dando passos pra trás.
Obviamente, quando o coração tá envolvido, tudo fica ainda mais difícil.
Quando estudei Psicologia, vi que a gente costuma usar os chamados "mecanismos de defesa" para mantermos a nossa sanidade mental. E eles vão desde a negação, até a sublimação (quando a gente resolve fazer alguma "obra de arte" representando o nosso "sofrimento".
Mas uma dica prática (dentro do mecanismo da "racionalização") é fazer uma listinha dos defeitos do moço (ou da moça) que deu o fora na gente.
Além disso, há muita gente no mundo.
Por isso, uma amiga minha tinha sempre à mão uma listinha de pretês p/ investir, nesses casos.
Vamos ser práticas: todo mundo precisa de amor.
Assim, vamos deixar de lado a questão puramente estética.
Adorei aquela propaganda do sabonete, que sugere que todos os biotipos podem aproveitar a praia. Vamos nessa. O verão ainda tá bombando, como diria meu filho.

Mudando de assunto, preciso contar uma novidade: tem um cachorro aqui em casa (o da foto aí de cima), chamado Peter Tosh (ele tá aqui já faz umas duas ou três semanas). Foi uma crise, porque no começo eu não gostei da idéia. Mas ele é um fofo e já me conquistou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!