quinta-feira, outubro 02, 2008

Obras de arte

Pra mim, a verdadeira obra de arte toca o coração. Caso isso não aconteça, não se trata de uma obra de arte. Na minha concepção, é claro. Ultimamente, convivi com pelo menos 3 obras de arte: o quadro da Cris Alcântara, que ficou pronto (ainda não pendurei, porque ficou pesado e precisa de um profissional pra isso), o livro "Comer, Rezar e Amar", que terminei de "devorar" ontem, e o filme "Ensaio dobre a Cegueira". Acho que as obras de arte são fundamentais p/ fazer a gente agúentar o tranco da vida.
Elas fornecem poesia à nossa vida, temperam o nosso humor e nos fazem mais tolerantes.
Quem busca o amor, deve aproveitar a chance de usufruir das obras de arte, sempre. Desse jeito, a pessoa fica mais receptiva e o amor tem mais chances de acontecer.
O que costuma acontecer comigo, quando termino um bom livro, ou quando acabo de assistir um bom filme, é uma vontade de não ter visto ou lido aquela obra, p/ poder sentir de novo aquelas mesmas emoções que ela me provocou.
Nossa vida precisa tanto de emoção. E quem me disser que encontra isso até na novela das sete, tá valendo. Cada um pode encontrar a poesia onde quiser, onde for mais fácil. Agora, na primavera, então, fica mais fácil ainda. Pra mim, coisa linda de se ver é uma calçada forrada de flores caídas de uma árvore, formando um tapete macio e lindo. Tenho essa foto. Tirei ontem, quando tava manobrando o carro pra sair de casa em direção ao trabalho. Mas ainda não deu pra baixar. Prometo voltar e ilustrar meus últimos posts, quando der.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!