quarta-feira, setembro 05, 2007

Moleskine e amizades virtuais/reais

Ontem, a Renata me falou na existência desse "objeto do desejo". E ontem mesmo me deparei com um post do Osrevni, do Para ler sem olhar, falando dele: isso, no masculino. Moleskine. Pronto. Bastou. Preciso de um. Urgente.

Assunto número 2: este blog existe desde 2003. Então, às vezes dá uma baita saudades dos amigos/as virtuais que sumiram. Mas, por outro lado, tem gente nova aparecendo sempre. E assim é a vida real também. As pessoas entram e saem da vida da gente. Às vezes dá aquela nostalgia, a gente quer agarrar o tempo pelos cabelos e não deixar ele fugir. mas não. Não adianta. As pessoas chegam e partem. É assim que funciona.

Mas que dá uma alegria danada saber que alguns desses amigos mais queridos permanecem por perto, isso dá. E também, de repente, aqueles amigos que você considerava "novos" de repente ficam antigos também. E o carinho por eles fica grande, sincero e real, ainda que você nunca tenha cruzado de verdade com algumas dessas pessoas.

Sei que tô falando a coisa mais óbvia do mundo, mas é verdade, ainda que pareça blá-blá-blá. Fazer o quê? Ando meio sentimentalóide, mesmo. Senão esse blog até podia mudar de nome, né? Mas não, não é o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!