sexta-feira, maio 09, 2014

Meu amor pela hidro



Sempre fui uma pessoa sedentária. Sou sedentária por natureza. Prefiro uma rede, um bom livro, uma poltrona, um sofá... Academia?? Não é comigo, não. Bola?? Tô fora. Sempre usei óculos, então, tinha um medo danado de levar uma bolada no rosto e os caquinhos de vidro entrarem nos meus olhos!! (sim, antigamente as lentes dos óculos eram feitas de vidro).
E a minha avó ajudava bastante a alimentar esse meu medo. Então, já viu... Eu estava fadada a ser sedentária. E, ainda por cima, amo ler. Meu pai foi um dos principais responsáveis por esse minha paixão pela leitura. Sou muito agradecida por ele sempre levar gibis para mim. Um belo dia, ele chegou lá em casa com um livro grosso, colorido. Era o primeiro volume de uma coleção de clássicos da literatura infanto-juvenil da Abril. A cada quinzena, saia um livro novo. Que alegria! Que felicidade! A emoção de imaginar de que cor seria a próxima capa... e elas eram de todas as cores: vermelho, verde, amarelo, roxo, marrom, lilás, azul claro, azul escuro etc. O cheiro do papel novinho. Sempre amei. Eram títulos como: A Ilha do Tesouro (foi o primeiro), Família Robinson, Tom Sawyer, Don Quixote, Moby Dick etc. Bom, e assim se passou minha infância.
Já grandinha, aprendi a andar de bicicleta. Mas não passou muito disso.
Daí vem a idade adulta, escola, faculdade, trabalho, casa. Onde enfiar a atividade física?
Em nenhum lugar, é claro.
Até que um belo dia, surge a ideia de fazer hidroginástica. Humm, interessante.
Para quem aprendeu a nadar na época da faculdade, a atividade aquática parece motivadora. Já que as aulas de Educação Física eram obrigatórias, decidi fazer algo útil: aprender a nadar - e foi o que fiz, já com meus 20 e tralalá. Para quem fica enjoado com o ir e vir da natação, a hidro é uma diversão. Tem música, pulos dentro d'água, macarrão, é tudo uma festa! E isso já dura seis anos. Comecei no dia 4/11/2008. Fui a primeira aluna do horário das terças e quintas, das 7h45 às 8h30. E se você quiser me achar nesses dias e horários, vai me achar lá. A menos que tenha alguma coisa de trabalho ou que eu esteja doente, "bato ponto" na piscina religiosamente nas aulas de hidro. Professores chegaram e partiram, e eu continuo lá.
Digo que mereço até uma homenagem por ser a única aluna que permanece na lista desde a primeira aula! Recentemente, arrastei meu querido marido também para dentro d'água e ele se tornou mais um amante da atividade. Portanto, querida professora Elaine, não se engane. Minha paixão pela hidro é antiga e forte. Nada vai abalar isso. Mesmo porque a sensação de "missão cumprida" ao término de cada aula é das melhores! Sem falar no bate-papo com as amigas, no vestiário e no café... conforme falei aqui! (que não posso negar...)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!