terça-feira, outubro 10, 2017

Quando foi que eu fiquei velha?


Saiu este post no grupo "DR entre jornalistas e assessores" no Facebook:

Olá!
Alguém assessorando escritores jovens com livros publicados recentemente? 


Não aguentei... e respondi:

Olha, Beatriz, eu entendo que você está em busca de escritores jovens, mas será que esse recorte não é um pouquinho preconceituoso? O que é jovem? Hoje eu me olhei no espelho e perguntei a mim mesma: "quando foi que você ficou velha?". Tenho 59 anos e, embora a sociedade insista em me colocar o rótulo de "velha", eu o rejeito, com todas as minhas forças. Acabei de lançar meu primeiro romance, na verdade é um e-book e está à venda apenas na Amazon. As pessoas da minha geração mal sabem o que é um e-book, quanto mais preencher toda aquela ficha lá e pagar com cartão de crédito, pela Internet, algo tão imaterial quanto um e-book... Mas algumas amigas conseguiram passar por esta peneira e leram o meu livro e disseram que gostaram.
Neste livro, conto a minha experiência (e do meu marido) de nos mudarmos no primeiro semestre deste ano para Portugal. Em geral, são os filhos que saem de casa. Mas com a gente foi diferente. Deixamos toda a nossa história de vida no Brasil e partimos para uma nova vida no velho mundo.
Meu livro é dividido em partes que se encaixam: o Ontem e o Hoje. No “Ontem”, reproduzo alguns textos que escrevi quando tinha apenas 13 anos. Eu era então uma jovem escritora!
Quando cheguei aqui em Portugal, ganhei do meu querido amigo Ricardo de Jesus, dois livros da escritora portuguesa Rosa Lobato de Faria e me apaixonei pelo estilo dela, pela leitura fácil, pela cultura portuguesa impregnada nos parágrafos. Foi nela que me inspirei para escrever o meu romance. E você acredita que ela lançou seu primeiro romance – “O Pranto de Lúcifer” quanto já tinha seus 63 anos? Para mim, ela era uma jovem escritora, quando teve a coragem de lançar seu primeiro romance, já sessentona. Fez o maior sucesso. Pena que morreu tão jovem, com apenas 77 anos. Tá vendo? Por isso que eu acho que essa conversa de “jovens escritores” realmente não condiz com a nossa época.
Se alguém aguentou a leitura até aqui e tem curiosidade, o meu livro se chama “Destino Algarve” e está participando do prêmio Kindle de Literatura. Custa aproximadamente 1 euro e pode ser comprado no seguinte link: 

(mas somente por quem estiver no Brasil, para outros países, o link muda).

3 comentários:

  1. Realmente achei ruim este pedido da menina... o que importa a idade da pessoa que escreveu um livro ? complicado hein ?

    ResponderExcluir
  2. Excelente resposta! Teve retorno?

    ResponderExcluir

Sua participação é muito importante para nós!