sexta-feira, outubro 07, 2005

The bright side of the moon
Escolhi hoje de manhã (na verdade, foi ontem à noite) o lado brilhante da vida, do mundo. Dancei na cozinha, cantei, me senti feliz. É tudo uma questão de escolha. Quanto mais negra a sua vida parece, mais você tem que firmar o pé na alegria, na felicidade, no lado brilhante da vida. Quando acordar de manhã, tenha em mente que existe a centelha divina dentro de você e cabe a você, só a você, fazê-la brilhar, reluzir, para que todos os que estão à sua volta (que também sofrem, by the way) sintam que tem alguma coisa de diferente em você.
Sabe aquele lance de Jesus, de oferecer a outra face?? Você não sabe como a pessoa que faz isso é corajosa e se sente bem e protegida pelos deuses, anjos, espíritos de Luz!!
A gente deve sempre escolher o bem, a luz, estender a bandeira branca da paz, manter o astral LÁ EM CIMA! Porque tem aquele ditado antigo, lembra?? "O que vem de baixo não me atinge". Pois então. Não entre na mesma vibração pesada, negativa.
Saiba que você está sendo testado, em cada atitude, em cada pensamento. E saiba também que terá a recompensa por cada coisa boa que fizer, da mesma maneira que terá o "castigo" por cada coisa errada que fizer, de acordo com a sua própria consciência. Ninguém sabe do peso da cruz dos outros. Pode ser que elas sejam mais leves ou mais pesadas que a sua. Mas você pode ter certeza que ninguém carrega uma cruz mais pesada do que a que pode suportar. Se a sua cruz parece pesada, é porque você é forte o suficiente para encará-la, carregá-la pela vida afora. E se você assobiar uma canção, ao invés de ficar se lamentando, pode ter certeza que a sua cruz parecerá mais leve. A gente não sabe o que é melhor pra gente, qual o remédio suficientemente amargo pra curar as nossas feridas (morais). Portanto, o negócio é confiar em Deus e bola pra frente. Que atrás, pode ter certeza, vem gente.
Beijos e um excelente fim de semana pra você.
Desculpe o sumiço, mas é que, conforme disse a mãe do Tambor no filme Bambi, "se você não puder falar algo de agradável, melhor calar a boca". As palavras não foram exatamente essas, mas o sentido é o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!