segunda-feira, maio 26, 2008

Tarefa

Melhor fazer logo, antes que o tempo venha, inexorável, e atropele tudo.
A minha amiga Evellyn me passou a tarefa.
Vamos lá. Mas não vou passar adiante, não....
Quem quiser fazer o exercício que faça. É sempre bom, porque ajuda a gente a se conhecer um pouquinho melhor.
Fiz um desses outro dia, mas não me preocupei em manter a coerência. Tudo depende do momento, né??

Um nome: Silvia Regina (rainha da selva)
Uma palavra: bambolê
Um sentimento: felicidade
Um verbo: amar
Um gesto: um afago
Um 1º lugar: Paris
Uma cor: amarelo
Um objeto: notebook
Um dia: sábado
Um mês: junho
Um ano: 1958
Uma letra: Z
Uma estação: inverno
Uma flor: margarida
Uma fruta: pêssego
Uma matéria: português
Um passatempo: ler
Um esporte: caminhada
Um herói: O ser humano, na sua luta diária
Um exemplo: Jesus
Um filme: Sob o sol de Toscana
Uma música: Wedding Song, Bob Dylan
Um programa de TV: Lost
Um time: Corinthians (povão)
Uma mania: roer unha (preciso parar)
Uma profissão: jornalista
Um sonho: ver neve e outros 7 no post abaixo
Uma coisa importante: não desistir dos sonhos
Uma sorte: ter meus pais vivos
Um medo: de altura
Um amor: Guilherme
Um perfume: aceito sugestões
Adoro: minhas manhãs de sábado na Seara
Odeio: tento não odiar nada nem ninguém, vou pular essa
Amigos: importantíssimos na nossa vida
Um lugar: meu quarto
Um cheiro: de bebê
Um horário: 17 horas
Um sorvete: Fiorentina no Ráscal
Um ciúme: tento superar também
Uma cidade: Paris
Uma dor: de dente
Uma saudade: vovô Mário, vovó Irene, vovó Flora
Um hobby: mosaico
Uma peça de roupa: casaquinho
É indispensável: dinheiro (é a realidade)
Um website: meus dois blogs
Um defeito: miopia
Uma qualidade: honestidade (ainda que me achem “boba”)
Uma comida: berinjela a parmegiana
Um doce: torta de limão
Uma lanchonete: Chivas (não existe mais, foi onde comi meu primeiro hambúrguer)
Um restaurante: Portella
Uma frase: A pessoa que passou pela porta não pode passar de volta, porque passando para o presente, passou pelo perigo do passado, permanecendo pobre, porém pacata e ponderável (eu devia ter uns 15 anos quando escrevi isso, foi na época em que meus pais se separaram... sacou??).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!