sexta-feira, abril 17, 2009

As aparências

Você já ouviu falar de Susan Boyle?
Eu também nunca tinha ouvido falar, até que recebi um e-mail de uma amiga agora na hora do almoço. 
Minha sobremesa? Foram lágrimas, muitas delas. 
De emoção, um pouco de remorso, um pouco por me sentir assim como a Susan, desacreditada muitas vezes... 
Mas vamos analisar o caso pelo lado do amor. 
Muitos de nós muitas vezes estamos ao lado do nosso grande amor, convivemos com ele (ou ela) mas desacreditamos que aquela pessoa possa ser a pessoa certa pra gente.
Fulano? Ah, não... E passamos a nos referir à aparência daquela pessoa como o empecilho para que a felicidade aconteça. 
Nós vivemos em um tempo em que as aparências contam muito! 
Eu também me emociono com aqueles programas americanos do antes e depois. 
Pegam uma pessoa comum, mas mais pra "feia", com cabelo desgrenhado, dentes tortos, roupas fora de moda, e fazem aquela transformação. 
Daí todo mundo fica feliz no final, a pessoa "repaginada" recupera sua auto-estima e tudo o mais. 
Mas quem disse que as coisas precisam ser assim? 
Quantas Susans mais serão necessárias para que a gente finalmente compreenda que o valor da pessoa não está nos seus cabelos, nas suas roupas, nos dentes e na maquiagem? 
Ainda não aprendemos a lição, essa que é a verdade. 
Mas já falei muito, o que você precisa fazer agora é clicar nesse link e ver o vídeo, se é qua ainda não viu. 
O vídeo é mais do que imperdível. É absolutamente necessário nos tempos de hoje. 
Depois, você me conta, tá? 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!