quinta-feira, abril 23, 2009

O estranho, intrincado e nebuloso caminho das roupas sujas do cesto até o armário de novo


Acho que as crianças deveriam aprender isso na escola.

As roupas simplesmente surgem de volta nas gavetas e nos cabides, limpinhas e cheirosas, né?

Mas para isso, percorrem um longo e desconhecido caminho.

Primeiro, elas vão para a máquina de lavar. Mas se estiverem muito sujas, tem o processo químico da pré-lavagem.

Na máquina, há diversos opcionais: alvejantes, sabões em pó de diferentes qualidades e amaciantes tão mais cheirosos quanto mais caros forem.

Isso sem falar naquelas roupas que precisam ser quaradas (nunca vi essa palavra escrita antes!!) ou então ficar de molho em soluções

Depois disso, as roupas precisam ser estendidas no varal, mas não de qualquer jeito.

Dependendo da roupa, precisam ser estendidas de um jeito determinado. Os lençóis, então, ah, esses são um caso à parte.

Bom, e depois disso, as roupas precisam ser recolhidas (se chover, você tem que sair correndo p/ fazer isso).

E dobradas, e então desdobradas e passadas, usando produtos químicos específicos para ajudar nessa tarefa também.

E depois empilhadas, transportadas para os quartos respectivos, desempilhadas e guardadas.

E depois acham que o trabalho da dona de casa é moleza.

Se você adiar a tarefa, por umas duas ou três semanas, a conclusão é que precisará de mais ou menos quatro horas para apenas passar e empilhar tudo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!