quarta-feira, dezembro 27, 2017

Porque acredito em Papai Noel


Papai Noel, o bom velhinho, Pai Natal, aqui em Portugal.
Eu acredito.
Acredito na bondade humana, acredito na felicidade que o ato de presentear proporciona não somente a quem recebe uma prenda, mas sobretudo a quem a oferece.
Acredito que os dons não materiais são os mais importantes, é claro. Mas nós vivemos em um mundo material, nossa alma está revestida de matéria, o tato é um dos cinco sentidos que integram a nossa existência. Não dá para simplesmente desprezar tudo o que é material.
As árvores nos ensinam a lição da abundância, da prosperidade, dando mais frutos do que somos capazes de consumir. E o ato de doar é sugerido simplesmente quando observamos uma laranjeira, toda carregada, como são tão comuns aqui no Algarve. A laranja daqui tem um sabor diferente.
Doação, presentes, abundância.
Quanto mais se doa, mais se equilibra o fluxo da abundância na nossa vida.
Portanto, o Papai Noel está certíssimo em distribuir presentes a todas as crianças do mundo.
Ao fazer isso, ele se multiplica pelos países afora, encontra eco nos representantes que possui ao redor do mundo,
Neste Natal, ouvimos os sinos do seu trenó, na casa onde fomos recebidos calorosamente para passar a meia noite e também no almoço de Natal do dia seguinte.
Fizemos o famoso amigo-ladrão, demos muitas risadas, comemos e bebemos até nos fartar.
Mas o momento mais mágico, sem dúvida alguma, foi quando soaram os sinos pendurados no trenó do Papai Noel.
Como não acreditar??
A raça humana precisa disso. Precisamos de presentes, de risos, de abraços e de nos sentirmos acolhidos.
O melhor presente? Sem dúvida nenhuma foi graças à tecnologia do WhatsApp, quando uma ligação de vídeo conseguiu reunir vovô e vovó aqui no Algarve, filho, nora e neta, no Brasil e filha no Líbano.
E quem me disser que Papai Noel não existe, me desculpe... Mas você está redondamente enganado!
Feliz 2018, ALLmigos!!!! (adorei a expressão aprendida com a Sandra Santin!)

Um comentário:

  1. Anônimo5:07 PM

    Sil, procura por #emmovimento no insta... é minha forma de ser papai noel no dia 31.12, é uma ação bastante criticada, mas eu a vejo como motivadora de boas ações no decorrer do ano. Papai Noel somos todos nós!
    Bjuz, naninha

    ResponderExcluir

Sua participação é muito importante para nós!