segunda-feira, junho 28, 2004

A Brastemp não é nenhuma Brastemp!
(Round 2 da luta do Bem contra o Mal)
No mês de novembro de 2002, cansada de gastar dinheiro em consertos da máquina de lavar roupa “velha”, compramos uma Brastemp nova. A felicidade durou quase que o tempo da garantia. Hoje, um ano e meio depois da compra, a máquina parece um avião que vai levantar vôo em plena área de serviço. Vaza água e óleo, e eu me sinto traída pela propaganda enganosa da Brastemp.

Como podem os bens ditos “duráveis” durarem tão pouco?? Parece que os tais bens duráveis são programados para durar apenas o tempo exato de vigência da garantia. Vencido o prazo, as peças parecem seguir uma programação interna de autodestruição...

Estou prestes a ficar na mão das tais “assistências técnicas” que cobram o quanto querem por um serviço que eu não tenho como avaliar.

Isso não é justo!
(e vai sem link, que eu não quero dar page views pra eles)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!