sexta-feira, janeiro 18, 2013

A pílula de felicidade


Algumas vezes eu pensei que seria bom que existisse a pílula da felicidade. Um remedinho que você tomasse com um copo d'água e se sentisse escandalosamente feliz, como disse o Linus ao Charlie Brown naquela famosa tirinha. Porém, ela não existe. 

Não falo de calmantes, essas drogas cheias de efeitos colaterais, que nem conheço. O fato é que a pílula dos meus sonhos não existe. 

Mas hoje de manhã, enquanto dava minhas braçadas na piscina do clube, na primeira aula de natação do ano, eu - uma pessoa sedentária por natureza, que sempre gostou mais de ler do que de qualquer outra coisa, principalmente atividade física - me senti feliz. Como se eu tivesse tomado a tal pílula. 

Aí lembrei daquela história da serotonina, aquela substância mágica que o nosso próprio corpo produz quando fazemos atividade física. E pensei em vir aqui escrever este post dirigido especialmente às gordinhas e às pessoas sedentárias, como eu, no fundo, sou. 

Enfim, descobri a pílula da felicidade e estou feliz até agora. 

E tenho também um recadinho para a Speedo, famosa marca esportiva. Hoje eu estava bela e formosa com o meu novo maiô de natação tamanho 42 quando, ao olhar mais detalhadamente a etiqueta, descubro que o 42 equivale ao G. Não acho que a correspondência esteja certa, eu que sou uma ex-manequim 48. 

Bom, é isso. 

A minha vontade é mergulhar todos os dias na piscina e andar de bike também. A gente se amando facilita a tarefa do Universo de conseguir que alguém nos ame de volta. 

Bom FDS a todos os gatos pingados que chegaram até aqui. 


2 comentários:

  1. bom fds!
    assinado manequim 44, quasae 46

    ResponderExcluir
  2. Compartilho da mesma pílula e dos mesmo desejos! Adorei o post! Bisous, querida!

    ResponderExcluir

Sua participação é muito importante para nós!