domingo, julho 10, 2005

Um toque do Oriente
Tenho várias amigas de olhos puxados.
Tudo começou no ginásio (que hoje seria quinta série). Formamos um grupinho fechado de cinco meninas (a tal da panelinha). Uma delas era a Lisa. Uma Elizabeth que não virou Beth! Fez Matemática, trabalha em um grande banco e tem 3 filhos. A gente se cruzou de novo no clube da Aclimação e depois nos desencontramos de novo. Outra amiga nossa, daquelas cinco dessa panelinha, morreu este ano. Triste, isso.

Daí demorou um pouco e conheci a Luciana. Ela me fez ver que eu não sou mais uma menininha (a gente sempre acha que é, ainda que tenha 80 anos...). Como faço aniversário no mesmo dia que a mãe dela, ganhei status de alguém capaz de dar "conselhos". Isso me abriu os olhos para a maturidade. A gente se fala bastante, até hoje, acompanho as suas aventuras pela vida e gosto muito, muito dela.

Aí, demorou mais um pouco e conheci outra Luciana. Ela não se encaixa muito no perfil de oriental, apesar das aparências, porque é agitada, elétrica, até. E agora tá grávida. A gente foi almoçar juntas na sexta-feira e foi ótimo! Se deixassem, a gente ia ficar ali conversando pra sempre. Nossa! Como temos assunto. Incrível. Ela é chique - trabalha na Globo.

E tem também a Marília, que odeia ser classificada nessa categoria... mas fazer o quê? Ela traz esse toque oriental meio disfarçado nas feições, e é totalmente hype, nada a ver com o padrão oriental que vem à nossa cabeça quando pensamos no Oriente. É que pra mim o Oriente representa todo um fascínio, uma cultura rica, milenar, que não existe em nenhum outro lugar do mundo. E eu não tenho nenhum antepassado oriental, de lado nenhum. Mas gosto de Feng Shui, Tai Chi, ioga, shantala, ikebana, Akira Kurosawa, etc.

Eu queria escrever mais. Mas o Guilherme chegou nervoso. Ontem na quermesse, um dos nossos novos vizinhos deu uma péééééssima notícia: possivelmente temos um baita problema de esgoto aqui no nosso quintal, que afeta a vizinhança e que pode ter ocasionado a mudança dos antigos moradores, que quiseram empurrar o problema com a barriga e adivinha onde ele caiu? Bem aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!