segunda-feira, novembro 12, 2007

Carta para Helena 3


Minha querida e fofa Helena,

Este fim de semana seus pais trabalharam que nem uns doidos no Boteco Bohemia. E você ficou aqui em casa com a Fabi (a sua babá). Você completou seis meses no dia 7, na semana passada.

Você está a coisa mais linda, fofa, esperta, já se vira pra lá e pra cá e pelo jeito daqui a pouco tá gatinhando. Sua vovó Nádia foi viajar e ela deve morrer de saudades de você, lá tão longe.

Seu quarto, aqui em casa está bagunçado porque o marceneiro ainda não veio montar o armário embutido. Esse armário já esteve no quarto do seu pai, no apê onde a gente morava. Depois veio aqui pro seu quarto, quando ele ainda era o quarto da sua tia e este ano foi pra casinha da vila onde você e seus pais moravam. Agora que eles mudaram de casa, ele voltou pra cá, mas ainda tá desmontado empilhado lá no quarto.

Eles mudaram porque sua outra vovó decidiu ir pros EUA. E ela foi... E deixou de "presente" pra você e seus pais o apê da França Pinto, onde vocês estão muito bem instalados. E como seus pais trabalham em horários bem malucos, lá no Portella, eles precisaram contratar a Fabi, sua babá.

Eu sei dizer, Helena, que você fez uma verdadeira revolução na vida dos seus pais, que estão lutando bastante pra te dar uma vida boa. Até o petisco que concorreu ao Boteco Bohemia foi inspirado no seu nome: Delícia de Lelê. Mas infelizmente eles não ganharam... Agora, quem quiser experimentar, o famoso quitute continua no cardápio do Portella. É um bolinho de carne de siri com queijo coalho... hummm, uma delícia.

Tá vendo como um bebê é uma das coisas mais poderosas do mundo, na sua aparente fragilidade? Você já come papinha, frutas e sucos. Mas gosta mesmo é de uma boa mamadeira.

Ah, deixa eu te contar uma coisa, pra você dar risada: na hora do seu banho, eu enchi a banheirinha e a Fabi foi ver se a temperatura da água tava boa. Nisso, sabe o que você aprontou? Fez um xixizão em cima de nós 3: Fabi, sua tia Biba e eu! Que danadinha!!

E preciso te confessar uma coisa de vó. Sabe, a gente tem uma tendência a achar que sabemos as coisas mais do que os seus pais (e de fato sabemos, fazer o que?). Parece que tem a ver com o "arquétipo" do papel de vó, que se repete, repete, repete... Só que nós, vovós, precisamos nos controlar, porque agora é a vez dos seus pais cuidarem de você. Eles sabem o que é melhor pra vc e, ainda que cometam alguns errinhos, do nosso ponto de vista, tudo acaba bem no final.

Você veio e criou uma família maravilhosa. Seu pai é desligadão, mas ele te adora. Sua mãe carrega um bonde por você. E eu... bom, eu nem se fala, né? Você chega e arrebata o meu fim de semana e eu só agradeço por isso.

Eu só quero que você seja sempre, sempre, muito, muito feliz, minha querida.

Mil beijinhos da sua

vovó

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!