sexta-feira, agosto 27, 2004

All you need is love
Uma atitude amorosa é tudo o que a gente precisa para viver mais feliz. Amor exalando pelos poros com relação a tudo o que nos cerca. Pode ser quando a gente percebe aquela árvore no nosso caminho de todos os dias, que explode em flores coloridas, só para alegrar o nosso dia. Ela faz isso sem esperar nada, é da natureza dela dar flores coloridas, às vezes perfumadas. Agora em São Paulo é tempo de azaléias - elas ocupam calçadas, praças, jardins, estão por toda a parte. Várias tonalidades de rosa tingem o ar que a gente respira, tornando-o um pouco menos pesado. Mas a gente repara?? Muitas vezes não. A gente passa apressado, emburrado, correndo, atrasado. E nem repara nessas coisas que estão ali não simplesmente por estar, mas sim para tornar o nosso dia menos chato, mais colorido.

Aprender a extrair felicidade de coisas aparentemente bobas é uma das receitas da felicidade. Se um sorriso, ainda que tímido, iluminar o nosso rosto, já é meio caminho andado para alguém perceber como somos simpáticos e quem sabe passar a nos enxergar de modo diferente.

Quem emana boas vibrações necessariamente atrai boas vibrações.

Tudo o que a gente precisa é amor. Mas existem diferentes maneiras de amor. E qualquer maneira de amor vale a pena.

Este fim de semana, em São Paulo, vai ser frio, de novo. Nada de piscina nem de sol. O jeito é passar na Blockbuster, estacionar na vaga do Brad Pitt, que nem a Adriana M. falou, e curtir um DVDzinho, em boa companhia. Um vinho argentino já tem, lá em casa. Não sei se é bom. Depois eu conto.

Segunda ainda vai estar frio, de acordo com a Josélia Pegorin.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!