quarta-feira, agosto 18, 2004

Fases
A lua tem fases, a vida igualmente tem fases.
Estou na fase "lua nova", aquela em que ela fica escondida por trás da sombra do sol, eclipsada, esperando passar o furacão e causar o menor estrago possível.
Tô quieta no meu canto, rezando pela minha mãe, que está no hospital desde segunda-feira, ainda sem diagnóstico do mal que a acomete.
Tô quieta no meu canto, esperando minha sogra melhorar. Dias de hospitais, esses dias. A médica domingo dizia que era alergia. Na segunda, um dentista informou que as suas glândulas salivares estão bloqueadas, o que causa o inchaço e o desconforto que ela sente.
Tô quietinha esperando o tornozelo da Biba sarar. Domingo à noite, ela escorregou no corredor, ao sair do banheiro, descalça, depois do banho.
Tô bem quieta no meu canto, esperando o Gui se adaptar a nova rotina sem sal, a que ele deve se submeter. E esperando ele passar com louvor em todos os exames que precisa fazer.
Tô quieta aqui, esperando o Tom começar no estágio novo.
Preciso de um reforço espiritual urgente e vou procurar ajuda hoje à noite.
Por outro lado, preciso me concentrar no trabalho, o que anda dificílimo.
Por outro lado (não são só dois... antes fosse!), preciso ficar forte e firme para equilibrar todos os pratos em movimento no ar.
Suspenso no ar, o sono me ataca fora de hora. A insônia também.
Desculpem meu silêncio. Ele não será permanente, como eu pensei antes.
E Stela, Luciana, Ivis, Dígito, Ciça, Lila, Nana, Monica, Cris, André, muito obrigada pelos comentários tão carinhosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!