quarta-feira, dezembro 01, 2004

Telefone
Eu não gosto de telefone. Tanta gente briga comigo porque eu não ligo... Principalmente a minha mãe. O que ela briga comigo porque eu não ligo... Caramba, pra mim, telefone é instrumento de trabalho. Quando chego em casa, tenho mais o que fazer do que ficar ligando pros outros. Se eu não tenho nada de mais pra contar, se a minha vida é todo dia aquilo mesmo... Por que eu tenho que ligar? Pra perguntar se tá tudo bem? Eu sei que tá tudo bem. Meu sexto sentido, meu feeling, minha intuição me dizem que tá tudo bem. E depois, se não estivesse tudo bem, as notícias ruíns chegam à cavalo, como diziam os antigos.
Estamos na era do messenger, do e-mail, da comunicação instantânea, nesse contexto, o telefone parece algo chato, incomodativo, atrapalhativo... Quando meus bebês nasceram, eu descobri também que você pode deixar de atender algumas ligações, que não acontece nada... Aqui no trabalho não posso deixar de atender. Mas em casa posso e celular também. Falando em celular, eu tô sissi com o meu novo Motorola v600 - uhu!!
Depois eu volto e conto mais, deixa eu ir lá ler o manual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!