sexta-feira, janeiro 21, 2005

Sexta-feira
Que bom!
Em breve, em muito breve, espero, terei uma grande e ótima novidade. Nada a ver com trabalho. Não vejo a hora de contar aqui, mas não posso e não devo ainda.
Pra dar tudo certo, é preciso uma concentração muito grande de energias positivas e as virtuais também são válidas.
Bom, voltando ao velho tema...
Uma pessoa que me visitou aqui pela primeira vez e que me chamou de Silvana (mas já tá perdoada) falou que leu um post meu sobre amor verdadeiro. Mas não era sobre isso que eu falava e sim sobre amor eterno. Fiquei pensando nessa história de amor verdadeiro, mas achei que é uma canoa furada. Porque se a pessoa fica esperando esse tal de amor verdadeiro, fica esperando tocar o sininho e coisa e tal, é capaz de não perceber que aquela pessoa que ela pensa que é "só amigo" (outra expressão que eu condeno totalmente - como assim "só" amigo??? amigo é muita coisa!!!! - mas depois falo nisso de novo).
Então, mas quem fica parado é poste e não tem nada a ver ficar parado esperando o tal do amor verdadeiro, também conhecido como "Príncipe Encantado" chegar. É isso. Quer um conselho sentimental?? Se vc tá sem namorado, olhe com mais atenção p/ os seus amigos nesse fim de semana. Quem sabe um deles não está a fim de passar uns bons momentos ao seu lado - não tô falando em bjs e abs não - tô falando em ir ao cinema, a uma lanchonete, a um restaurante. Li, num desses ppts que a gente recebe, que vc deve se casar com uma pessoa com quem goste de conversar. Nunca concordei tanto com uma coisa assim. É verdade! Depois que ambos estiverem com uns quilos acima do peso, os homens carecas e as mulheres com celulite (coisa inevitável) o que os dois mais vão fazer juntos se não conversar?? Pois é, por isso que não acredito em histórias de amor que comecem com paixão à primeira vista. Isst é outro departamento. Putz, falei demais de novo!
Bjs e bom finde pra todo mundo, com muuuito amor de vários tipos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é muito importante para nós!